Fila do Povo

37 Comentário

  • Maria aparecida v, ferraz

    ola boa noite gostei desse novo jeito de podermos comunicar .

    Um forte abraço de Lia Ferraz
    Articuladora do regional nordeste lll

  • Luiz Marinho

    Olá!! Boa noite!!
    Fico muito feliz com a criatividade disponibilizada para a melhor comunicação sobre o 14º Intereclesial, importante se fazer presente nas mídias e redes sociais, vamos juntos na fé e na esperança!!

  • Celso Pinto Carias

    Povo das Comunidades. Agora temos um espaço para deixar mensagens para todos/as que acreditam que viver a fé cristã é continuar o CAMINHO de Jesus. Que bom aproveitar da rede para divulgar coisas boas. Celso

  • Boa noite
    Paz e Bem
    Estamos nos preparando para o 14º Intereclesial de CEBs os desafios são muitos, mas venceremos com as graças de Deus. Nos encontraremos dia 12 de agosto no Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja, nossa missão é ardua, mas não desistiremos, continuaremos na luta, celebrando e refletindo nossa caminhada.
    um forte abraço a todos
    Beth coordenação regional nordeste 1

  • Welington Santana Matos

    Abra espaço para sugestões e ideias dos internautas para se aproximar mais de quem consome a informação para viabilizar melhor compartilhamento nas redes sociais do 14° Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base.

  • Neide Ribeiro

    Olá povão de Deus.Aquele axé pra todos.Contando os dias pra chegada do inter eclesial. A nossa Diocese de Vitoria da Conquista-Ba , nos preparativos.

  • IOLANDA SILVA

    Amados(@s), quero transmitir meu caloroso de 40graus do meu amado piaui para todos(@s) e dizer que o nosso vagão nordeste 4 está se organizando fervorosamente para londrina e enfrentando os desafios que são tantos do dia a dia. Forte abraço!!

  • Joselita Morcelli de Castro

    Boa noite? Fui a Crato no INTERECLESIAL. Mesmo não sendo delegada participei bastante.Gostei muito. Ai vai acontecer atividades paralelas? Pode me enviar programação. Agradeço e parabenizo os organizadores. Joselita ES . Diocese de Colatina .Pastoral Carcerária. OBRIGADA

  • kelson

    Olá muita paz aos muitos Leigos e Leigas espalhados por meu Brasil afora, neste ano a nós dedicado, que nele possamos fazer as escrituras evangélicas presentes no dia a dia de cada Cristão ainda mais conhecida, hoje o nosso exemplo de fé vem de um oficial romano, que sigamos seu verdadeiro exemplo de fé e humildade e andemos sempre ao lado de Cristo e de nossos irmãos das periferias pois o nosso desafio em enfrentar as mazelas das grandes cidades é muito desafiador, mas Cristo não desanimou, então nós também não temos este direito.

  • Ronaldo Sales

    Sou de uma igreja episcopal anglicana em Caruaru-PE. Formamos uma comunidade de base em 2017. Gostaria de ter informação de como participar do intereclesial de Cebs.

  • Maria

    Estive estudando o texto base e me deparei com uma realidade que me deixou animada mais ao mesmo tempo um pouco prerplexa ao perceber quão distante está o que sabemos que precisa ser feito do que realmente estamos fazendo. Nós, enquanto cristãos, falamos muito de caridade, fraternidade e compromisso, mas sabemos que esse COMPROMISSO, não está entoando muito com o que estamos vivendo em nossa realidade. Considerando que a verdadeira caridade não consiste apenas em trabalhar as consequências mas sim em, pelo menos tentar eliminar as causas. Por exemplo: receber uma criança em uma creche é uma caridade, mas socorrer a mãe para que ela mesma cuide de seu filho, é muito mais caridade, até porque amor de mãe é insubstituível. Lamentar e compartilhar no watsap as trajedias que vive acontecendo com o meio ambiente, pode ser uma ação de comunicação, mas formar as lideranças leigas, qualificando-as para compor os conselhos de meio ambiente, que são deliberativos, é uma ação que realmente vai surtir efeito. É realmente UNIR FÉ E VIDA. Minha preocupação é: De que forma o intereclesial vai conseguir animar o povo e orientar a formação para assumir realmente esse compromisso cristão? A igreja tem uma força muito grande, mas não está conseguindo se despertar, concretizar essa missão profética de denunciar. Fica muito tempo olhando para o que já foi perdido, e o povão sentindo-se impotente, incapaz. Como diz um sábio: Não é o ruido dos injustos e corruptos que nos assusta, mas o “silêncio dos bons”. Este grito silencioso está incomodando muita gente. Este silencio aparece de forma bem sutil aqui nestes comentários. Ninguém fala nada sobre o texto base. Parece que a gente vai participar simplesmente de um show. Já vi gente perguntando: onde está a CNBB da ficha limpa, da lei contra a corrupção eleitoral, da lei seca e tantas outras iniciativas? Na ultima campanha da fraternidade muito se falou sobre os biomas, principalmente o bioma amazônico, mas não tenho conhecimento de ações significativas de cunho coletivo no âmbito da CNBB em contraponto a tantas coisas que vem acontecendo em relação aos desmando políticos. E nestes momentos igreja somos todos nós. Não é o povo sem o clero e nem o clero sem o povo. Se eu estiver mal informada, agradeço a quem me esclarecer sobre minhas dúvidas.

  • Zelinho

    CEB’s GRITAM PELA LIBERTAÇÃO
    (Mensagem à Ampliada Nacional e aos participantes do 14º Intereclesial)

    Sou amante das Comunidades Eclesiais de Base, por longo tempo tive o trabalho gratificante de articular as CEB’s na minha diocese (Juazeiro da Bahia). Assim como juntamente com os companheiros e companheiras articular as CEB’s do Regional Nordeste III, cheguei a participar de alguns intereclesiais.
    De 23 a 27 de janeiro de 2018 acontecerá, em Londrina-PR, o 14º Intereclesial das CEB’s. No clima do evento mesmo de longe já sinto o cheiro de CEB’s no ar.
    Daqui de Juazeiro, das margens do Rio São Francisco quero saudar a Ampliada Nacional, com seu trabalho de organização, saudar os senhores bispos presentes, saudar as demais autoridades, saudar as delegações dos Estados, delegações dos países latino-americanos e de outras partes do mundo.

    Seja o 14º Intereclesial um grito profético diante da realidade conjuntural que estamos vivendo.
    A discussão do tema: CEB’s e desafios do mundo urbano, deve mexer no comodismo de uma sociedade omissa ao clamor do pobres, deve mexer na acomodação de lideranças da própria igreja que não priorizam as CEB’s e ficam concentradas no luxo e mordomias de suas moradias a exemplo de casas paroquiais fechadas e bem trancadas. Diferente de lideranças que optaram estarem no meio das massas, bebendo a água que o povo bebe, comendo a comida que o povo come, sofrendo as dores dos pobres, participando de suas lutas e comemorando as suas vitorias.
    Que o 14º intereclesial faça-nos despertar para os apelos do Papa Francisco que quer uma igreja em saída. Que suscite, nas denominações religiosas a autenticidade e a coerência no anuncio do evangelho. Que a discussão dos desafios do mundo urbano provoque os governantes para o atendimento das reivindicações de políticas públicas para as comunidades carentes.
    Que seja denunciada a concentração de recursos públicos para áreas elitizadas, enquanto nossas comunidades periféricas ficam desassistidas.

    Nossa luta seja sempre por um Brasil sem corrupção, sem a imoralidade e sem o cinismo de golpistas que não têm vergonha de serem o que são. Pois o Brasil que queremos é um país onde nossos direitos sejam respeitados. Um Brasil para suas crianças, para o seus jovens, para os seus idosos, enfim para sua gente honesta e trabalhadora.
    Que o Deus da vida dê força as CEB’s e com a proteção materna de Maria Santíssima elas possam organizar o nosso povo para a escuta da Palavra de Deus e à luz dos ensinamentos de Jesus Cristo encontrar a nossa tão sonhada libertação.
    Um abraço cebiano e viva o Cristo libertador!
    Amém, axé, auerê, aleluia!

    José Alves de Sena (Zelinho)
    Juazeiro/Bahia

  • A camindada Das CEBs, antes de ser uma metodologia, e’ UMA MISTICA, UM PENSAMENTO, Um Novo Modo De Ser Igreja que trouxe uma nova metoldologia dentro da Igreja! . Na mediada que a Igteja vem deixando de ser prioridamente CEBs, se tornou umaIgreja Ordinaria, sem caracter proprio,sem ser latina maeircana, sem ter nada a contribuir para igreja Universal!! INFELIZMENTE! Gracas a Deus que Deus mandou PAPA Francisco que esta passsando ao mundo a Igreja de Medellin e de Puebla!

  • Zelinho Sena, Juazeiro-Bahia

    PENSAMENTOS QUE AJUDAM A REPENSAR AS CEB’s

    1. Pe. Heitor Frizotti, italiano que trabalhava em Salvador e convivia com a cultura e as tradições do povo baiano, falecido em 1998, era assessor das CEB’s. Ele escreveu um livro com o título: FORA DAS CEB’s NÃO A SALVAÇÃO.
    Reflexão: O que o saudoso Pe. Heitor quis dizer é que toda a ação evangelizadora deve voltar-se para as CEB’s, onde vivem os excluídos, os preferidos de Deus. Pois uma fé sem compromisso com os irmãos necessitados não entendeu o plano de salvação.

    2. Dom José Rodrigues, bispo emérito de Juazeiro-Ba, falecido em 2012, nos seus sermões sempre dizia: “Nossa ação pastoral deve levar à formação de CEB’s. O agente pastoral: padre, religioso(a) ou leigo que não forma as CEB’s perdeu o tempo…!”
    Reflexão: Dom José quis dizer que devemos valorizar a caminhada das CEB’s no campo e na cidade com os desafios do mundo urbano. Assim à luz da Palavra de Deus o povo organizado encontra saída para os seus problemas.

  • Sidney

    Como é bom vivenciar esta experiência de fé e compromisso com a luta por um mundo mais irmão. Seguindo o projeto de Jesus caminharemos com muita esperança e com este espírito atravessaremos todas as dificuldades do tempo presente. As CEB’s nos apresenta o caminho para a partilha. Temos que ter forças para denunciar as injustiças e darmos as mãos para juntos construirmos um “Espaço Urbano” mais justo, sem que aja desigualdade social. Uma grande mazela da sociedade atual alimentada pelo capital selvagem! Nossa luta tem que ser regada a cada dia para mostrar que é possível construirmos uma sociedade mais humana. Se cada um de nós passarmos a NÃO compartilhar mensagens de ódio ou de ofensa a pessoa humana já é um bom início… temos que fazermos um grande esforço para minimizar e até mesmo banir as mensagens de ódio que a cada dia recheiam as redes sociais. Não podemos alimentar ódio… Não as palavras que tem por objetivo denegrir a pessoa humana!!!

  • Prezados e Prezadas Colegas do Secretariao! Comsiderandi o numero grande de participantes -uns 3000 PLIS – as participaoes nesta Fila e muito frac no numero, Quero sugeirir que voces divulgem a existencia dessa Fila no Homeage para assim mais Delegados e Delegadas particep. Obrigaod. Pe Joao Caruana

  • Simone Machado Leite

    O 14* Intereclesial foi um verdadeiro Pentecostes.
    Obrigada a equipe de comunicação por tão bem conduzir o site que aproximou os que estava distante como eu.
    Obrigada povo querido?

  • Sílvio de Oliveira

    Parabéns aos irmãos de todo Brasil,participantes da 14° Cebs,a opção pelos pobres e marginalizados,identifica a Igreja de Jesus Cristo! Orgulho de vocês todos! Viva Jesus! Viva nossa Santa Igreja!

  • Pe. Remi Gotardo Casagrande

    Bem, em primeiro quero comungar com o 14º do jeito que posso e de longe, Caxias do Sul/RS. Mas o que me leva a escrever é que eu gostaria de saber, se terminado o encontro Vocês ainda teriam, porventura, sobras do material do 14º, tipo texto base, hinário, essas coisas. Eu sei Vocês vão me dizer ir para o site e baixar no computador… já fiz isso faz tempo, mas se vocês tiverem sobrado deste material, eu gostaria de ver preços e tal e me agradaria em muito ter em mãos para usar em momentos especiais, como é o caso de pessoas aniversariando e tal, aí ofereço um mimo destes e a pessoa se obriga ao menos dar uma expiadinha… eu quero oferecer também aos nossos seminaristas, pois estes não bebem muito dessa nossa causa. Enfim, se há essa sobra, eu sou um adquirinte. kkkk Exemplificando, quando de minha participação no 8º em Santa Maria, no final eu fui na sala de material e vi uma montanha de coisas lá, um deles o cartaz, eu peguei um pacote que continha uns 200, depois mandei emoldurar vários deles e fiz presentes, adivinhem onde estes cartazes estão ainda hoje!!!!!. Bem espero ter me feito entender. Sou das CEBs desde criancinha, mesmo que na Minha diocese isso seja algo considerado exótico, mas aqui tivemos um grande trabalho nessa área, hoje o que importa são os klegsmam e otras cositas más, direitos canônicos, ostensórios, grandes túnicas, vistosas, elegantes e pomposas… rituais cada vez mais excludentes de povo e assim por diante… Meninos e Meninas, meus abraços e minhas bênçãos, meus votos de continuidade e peço ao Espírito Santo que os ilumine porque agora a cobra vai fumar prá cima de nós, estamos de novo em 1968, o ano que ainda não terminou… portanto vamos nos municiar do que der de bom e vamos em frente, por isso, se tiverem material de sobra, me falem eu quero e quero espraiar isso cada vez mais.

  • Pedrinho Renzi

    queridos irmão e irmãs em CRISTO na caminhada do POVO DE DEUS…
    Contem com o Pedrinho Renzi em Araraquara diocese de S.CARLOS.
    Com nossos Pastores e religiosos o ESPÍRITO SANTO na caminhada e luta pelo bem comum!
    PAZ E BONDADE.
    Deus é o AMOR e quem AMA permanece em DEUS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *