Regional Sul II participa do Catorzinho

Alegria, esperança, partilha, comunhão de vida, criticidade, companheirismo, enfrentamento e lutas. Nossa marca. Acreditamos que para a frente necessitamos, como Igreja, de uma conversão pastoral, ecológica e ecumênica.

 Somos Igreja! Somos CEBs

Faltando pouco menos de 06 meses para a realização do 14º Intereclesial   realizou nos dias 15 e 16 de julho o Catorzinho, encontro teste para avaliar e motivar as  as comunidades na construção desse grande encontro. No Catorzinho participaram   aproximadamente 700  pessoas  das dioceses do Regional Sul II da CNBB, tembém representantes dos regionais Leste I e Leste II.

Acompanhe os relatos das CEBs das Dioceses presentes sobre a alegria de participar desse momento:

DIOCESE DE APUCARANA

Nós da Diocese de Apucarana estivemos no Catorzinho na Santa e Alegre terra de Londrina, incentivados e dinamizados pela passagem dos Ícones em nossa Diocese de Apucarana, motivados pela Palavra de Deus e calorosamente acolhidos por esse povo esperançoso em suas famílias.

O Catorzinho ajudou a ampliar e clarear nossos horizontes quanto aos desafios do mundo urbanizado e que somos convocados a trabalhar e fazer como nossa missão de vida, o Reino que Deus nos oferece. Com foco nos pequenos e excluídos nesse processo de urbanização. Com entendimento de que é na união que somos mais fortes no enfrentamento.

O tema aqui discutido e provocado nas plenárias nos revigora na reorganização e fortalecimento das comunidades como meio de transformação de nossas vidas. Alicerçados nos ecumenismo para que esse projeto não tenha fronteiras, superando barreiras de preconceito e falta de conhecimento. O trabalho é amplo, profundo, atemporal e que envolve a todos. Obrigado a todos envolvidos. Deus está conosco e que Ele nos abençoe nesse empreendimento.

Cesar – CEBs, Diocese de Apucarana.

Diocese Jacarezinho

Nos  dias 15 e 16 de Julho na cidade de Londrina  a diocese Jacarezinho se fez presente com 33 participantes  das cidades de Siqueira Campos, Santo Antônio da Platina, Arapoti, Jaguariaíva, Cambará e Jacarezinho. Junto com o Assessor Diocesano Pe Osvaldo José dos Santos e a coordenadora Vera Lúcia Santos.

A acolhida foi na paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, pelo pároco Pe. Romão, jovens e famílias hospedeiras da comunidade  que  fizeram uma calorosa recepção para os   representantes da diocese de Jacarezinho. O lema proposto para o Catorzinho    foi “Eu ouvi os clamores do meu povo e desci para liberta – lo EX: 3,7″. E sua temática para o estudo das plenárias foram ” Os desafios do mundo urbano”. Para nossa Diocese foi muito bom participar desse momento e fortaleceu nossa caminhada rumo ao 14º Intereclesial.

Texto: PASCOM Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Jacarezinho PR.

Diocese de Cornélio Procópio

Cornélio o Procópio foi a primeira Diocese a receber os Ícones do 14° Intereclesial das CEBs, a alegria contagiante e o entusiasmo foi passado adiante, como num trem, o das CEBs, apontando para o Catorzinho, chegamos aqui para acertar os ponteiros e fazer como um teste drive, já sentindo a energia que vai contagiar em janeiro de 2018.   Nós das CEBs Cornélio Procópio estamos ainda mais animados para contribuir na construção desse grande encontro!!

 Edina CEBs Cornélio Procópio

Diocese de Palmas/Francisco Beltrão

Paz e bem! Saímos do sudoeste do Paraná com o coração carregado de expectativa de rever pessoas e renovar a esperança para enfrentar os desafios do mundo urbano. Encontramos uma acolhida fraterna. O encontro bem preparado, animado, os temas propostos favoreceram o aprofundamento partilha dos desafios e os sinais de superação e a melhor estratégia para recuperar a vida.

A celebração nos ajudou a retomar nosso compromisso a partir da Palavra. Louvamos o Senhor por todas e todos que estão trabalhando e testemunhando a esperança. A diocese de Palmas Francisco Beltrão se fez presente com o Carlos,  Divonsir, Salete e Ir Eli. Com a bênção de Dom Edgar e a oração de todas as comunidades.

Ir Eli CEBs Diocese de Palmas Francisco Beltrão.

Diocese de Campo Mourão

Nós da Diocese de Campo Mourão, queremos dizer a respeito do Catorzinho:

 Como faz bem encontrar irmãos e irmãs da caminhada,  juntos refletir,  buscar respostas novas para desafios atuais e celebrar o que  vivenciamos na base. Vimos que  a  análise de conjuntura é uma ferramenta importante que  nos qualifica e nos ajuda a olhar a realidade com mais profundidade. Alegria, esperança, partilha, comunhão de vida, criticidade, companheirismo, enfrentamento e lutas sejam a nossa marca. Somos Igreja! Somos CEBs

CEBs Diocese de Campo Mourão

Diocese de Foz do Iguaçu

Para a Diocese de Foz do Iguaçu o Catorzinho foi um  momento de encontro e acolhida. Percebeu-se o empenho das equipes de trabalho e de todos os envolvidos. Algumas situações ainda merecem atenção:  o som, o ambiente do Marista parece não ter as condições necessárias para receber os participantes do 14º Intereclesial. Serão mais de 3000 pessoas.

O encontro foi muito bem preparado! Parabéns a Arquidiocese de Londrina! Estão no caminho certo, as equipes  bem articuladas para realização  do grande encontro em janeiro.

CEBs Diocese Foz do Iguaçu

Diocese de Umuarama

O Catorzinho proporcionou momento de aprendizagem, experiência e preparação para o 14 Intereclesial. Além disso, com as temáticas discutidas oferece subsídio para discussões nas comunidades diocesanas.

Veronica- CEBs Diocese de Umuarama

Arquidiocese de Curitiba e Diocese de São José dos Pinhais

Uma estação para parada de abastecimento.

As delegações da Arquidiocese de Curitiba  e São José dos Pinhais participaram do Catorzinho com espírito de caminhada, acolhida e partilha.

O estudo do texto base com a  apresentação  a partir de três momentos: ver, julgar e agir, feita nos grupos de Reflexão da Arquidiocese fortaleceu o jeito de comunidade  e a verdadeira romaria feita pelos Icones das CEBs para o 14º Intereclesial. Temos vivido momentos de formação e de oração muito significativos, sobretudo na reflexão sobre a vida no mundo urbano. Afinamos nossos ouvidos, nossos corações e aprendemos a ouvir melhor os clamores do nosso povo.

Viajamos juntos com os representantes da Arquidiocese de Curitiba e Diocese São José do Pinhais . Aquela ansiedade gostosa que nos envolveu a todos e todas, desde o desejo de conhecer as famílias que nos acolheram,  até o projeto de construir  o reino de Deus em comunhão com centenas de irmãos e irmãos de todo o Brasil. Ainda, as orações de outros milhares que estão espiritualmente em sintonia. As CEBs estão construindo novos oldres para os novos vinhos de uma Igreja Missionaria ( Mt 9, 17), estão empenhadas em viver e difundir  o novo mandamento (João 13, 34) de amor fraterno e que fecundará a Igreja de uma nova mentalidade cristã, inclusiva, plural e cheia de  misericórdia; as CEBs estão comprometidas com a renovação da confiança e com a Nova Aliança( Lc 22, 20) no compromisso de “cultivar e guardar a criação” na busca de um  reencantamento com toda a criação. Estamos apaixonados e apaixonadas pela proposta de uma conversão integral que propõe o Papa Francisco.  Acreditamos que para a frente necessitamos, como Igreja, de uma conversão pastoral, ecológica e ecumênica.

Sobre a experiência da Peregrinação dos Ícones: 

Para Hilário da Arquidiocese de Curitiba: A passagem dos Ícones rendeu o animo profético nas comunidades. Gerou curiosidade e aproximação nas paróquias e comunidades. Promoveu um diálogo ainda inexistente com o Intereclesial e trouxe mais conhecimento sobre o jeito de ser Igreja que são as CEBs.

Para Zanete da Diocese de São José dos Pinhais, a passagem dos Icones mostrou um pouco mais a cara das CEBs, como Igreja em saída nas paroquias e comunidades. Fortaleceu a identidade das CEBs e gerou mais interesse nas pessoas. Interesse esse que leva a se perguntar mais porque o Catorzinho está sendo um momento extraordinário de fé e renovação das esperanças para as CEBs e toda a Igreja.

Domingos, da Diocese de São José dos Pinhais, disse que a chegada dos ícones vindos da Diocese de Paranaguá provocou reflexão, motivou celebrações da vida, reenviou muitas pessoas em muitos momentos e lugares diferentes. Todos os dias aconteceram celebrações até o dia em que foram enviados para a Diocese de União da Vitória, deixando saudades e aprendizados.

Francisca Santiago, coordenadora das CEBs na Arquidiocese de Curitiba disse que a passagem dos Ícones foi um momento de grande presença do Espírito de Deus na CEBs. Foi lindo ver a aproximação das CEBs com toda a Igreja e a forma como foram acolhidas através dos Ìcones. Foi e será até o fim uma força profética que fará do 14º Intereclesial em Londrina um acontecimento!

Leonita ressaltou a passagem dos Ícones na Catedral Anglicana e no CEBI, foi um momento muito especial, todos ficaram felizes, especialmente Dom Nauder que não escondia a emoção e gratidão.

  João Santiago- Teologo, Poeta e Militante da CEBs Arquidiocese de Curitiba.

 Arquidiocese de Londrina

O encontro marcou positivamente a caminhada rumo ao 14º Intereclesial pela alegria e disposição de todos os participantes, trabalhadores e delegados. Serviu também para que as equipes pudessem perceber o quanto já caminharam  e “ajustar os ponteiros”, visando um trabalho ainda mais assertivo durante a realização do14º. Em cada detalhe, foi percebido o esforço e doação dos trabalhadores.

A grande participação das comunidades, a fraternidade e unidade entre as equipes de trabalho, o esforço coletivo em garantir que tudo acontecesse da forma mais adequada e eficaz possível já indica que em janeiro de 2018  o encontro será um sucesso, como nos animou Dom Geremias, assumindo postura profética ao convocar  todas as comunidades, bem como os sacerdotes, a participarem do Intereclesial e,  mais que isso, a serem perseverantes na continuidade desse modo de ser Igreja em saída, próxima do povo.

O 14º Intereclesial das CEBs se aproxima! Que o bom êxito do Catorzinho nos impulsione nessa reta final e decisiva.  O Secretariado está empenhado em proporcionar as condições necessárias de realização do encontro, para equipes de trabalho e participantes. A todas e todos nossa gratidão! Seguimos sonhando e construindo esse encontro de comunidades!  Tenhamos coragem! O grande encontro se faz na soma das pequenas ações de cada um.

CEBs Arquidiocese de Londrina

Leoni Alves Garcia- Comunicação do 14º Intereclesial

Fotos arquivos web/ Pascom Arquidiocesana/ Educomunicação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *