ASSEMBLEIA DIOCESANA DE PASTORAL DA DIOCESE DE HUMATÁ

“Ele a nossa frente, Ele no meio de nós. Ele atrás, ao lado. Tendo esse ponto de partida positivo. Porque Ele fez, Ela faz maravilhas”.

Na noite desde 28 de julho, a Diocese de Humaitá (AM), iniciou a sua Assembleia Diocesana de Pastoral no Centro Terapêutico 12 Apóstolos. As lideranças dos Movimentos e Pastorais foram convidadas para: Estreitar o modo de pensar e agir, pastoralmente, Avaliar a caminhada feita no mundo real, Planejar a missão da Igreja Particular, Renovar o compromisso com uma Igreja missionário e pobre, ministerial e ecumênica, envolvida nas questões de Justiça, Paz e Preservação da natureza. O término da Assembleia será no domingo ao meio-dia.
A dinâmica de animação do primeiro momento foi conduzida pela liderança leiga Maria Luiza Temo com a reflexão acerca dos desafios da Diocese. Frei Darez conduziu os trabalhos da noite, franqueando a palavra a Dom Francisco para dar abertura oficial da Assembleia.
Na fundamentação Bíblica da Assembleia, Dom Francisco, apresenta a reflexão do livro de Josué, capítulo 24 “Depois, reuniu Josué todas as tribos de Israel em Siquém e chamou os anciãos de Israel, os seus cabeças, os seus juízes e os seus oficiais; e eles se apresentaram diante de Deus”. Recordando o passado, recordando tudo aquilo que Deus fez, Dom Francisco aponta que uma Assembleia é bom realizar, partindo de uma contemplação daquilo que Deus fez ao nosso favor. “Ele a nossa frente, Ele no meio de nós. Ele atrás, ao lado. Tendo esse ponto de partida positivo. Porque Ele fez, Ela faz maravilhas”.
Dom Francisco também lembra de um encontro em um restaurante em fez um breve retrospecto da diocese centrado no futuro com olhar no passado. O que foi alcançado? Afirma, que olhando na caminhada do povo, ele sente-se satisfeito. Em alusão ao livro de Josué, capitulo 24 em que Ele reúne, se dirige aos líderes e recorda tudo aquilo que Deus fez em prol do seu povo e toma uma decisão para serem fiéis a Deus (…).
Na sequência, os Movimentos puderam partilhar as atividades realizadas e a sem executadas durante o ano. O Encontro de Casais com Cristo (ECC), representados pelo casal Mauro e Márcia lembraram as atividades realizadas tais como: formações na Diocese, Caminhada da Paz e o Domingão da Família que será realizado em setembro.
João Vieira, representante da Legião de Maria, partilha que ao longo deste ano as atividades das Legionárias e Legionários ficaram marcadas apenas com as visitas domiciliares aos enfermos e às famílias. A festa Acies foi o maior evento deste ano das Legião.
Por sua vez, Carlos Adalberto, coordenador da Infância e Adolescência Missionária (IAM) relatou as atividades realizadas até então. Foram muitas Formações para os Assessores jovens; comemoração de aniversário da IAM com a Pedalada Missionária, realizadas em Humaitá, Apuí e Santa Luzia km 180. Celebração da 5ª Jornada Missionária.
A Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) sob a coordenação do Professor João Batista de Castro, enfatiza as atividades nas Escolas; Fórum da juventude e Mariologia, bem como, Seminário em parceria com a IAM.
A Pastoral da Juventude, através do seu coordenador apresentou a Semana da Cidadania realizada final de abril e inicios de maio e em encontro da PJ em Lábrea. Na oportunidade foi apresentada a jovem Dayse Buzaglo que está à frente do Setor juventude da Diocese.
Finalizando as apresentações da noite, o representante da Cáritas Diocesana fez um breve relato das atividades realizadas pela Cáritas. Destaques para as atividades com os idosos todas as quartas-feiras no Centro de Convivência da Pessoa Idosa da Diocese de Humaitá, além de cursos em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM); Projeto na Comunidade Santa Clara, no conjunto Uruapiara; Curso em parceria com União Europeia (UE), Cáritas Brasileira e Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS).
No sábado segue as apresentações das pastorais e a reflexão da Visão geral da caminhada pastoral da diocese apresentação do texto sobre a organização administrativa e pastoral da Diocese, nas suas mais diversas instancias, assim como, grupos de trabalho sobre as perguntas encaminhadas para as paróquias e as colocações das pastorais e as apresentações dos resultados.

Antonio da Encarnação
Observatório Diocesano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *