Nota Pública das CEBs Regional Sul 3 – Seminário Estadual

“Denunciamos  o uso fundamentalista da Bíblia e do nome de Deus para legitimar retrocessos nos direitos à diversidade de gênero e étnica.”

 

A Ampliada estadual realizou o seminário de estudo do texto base do 14º Intereclesial das CEBs, 4 e 5 de novembro de 2017, na Comunidade Nossa Senhora Perpétuo Socorro, Rede de Comunidades Sagrado Coração de Jesus, Vila Santo Operário, Canoas – RS, reunindo os/as delegados/as das CEBs do Rio Grande do Sul. Com a contagiante alegria, sempre gerada no encontro na partilha da vida e das lutas das Comunidades e sua celebração à luz do projeto libertador de Javé, que nos chama e envia, como chamou e enviou Moisés, vivenciamos dois dias intensos de estudo e espiritualidade.

Foi ressaltada a importância do compromisso das CEBs com o Ano do Laicato. A coordenadora do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) – Regional Sul 3, Edi Pradier, participou do Seminário e apresentou a carta do CNLB do Regional para abertura do Ano do Laicato nas Comunidades no Rio Grande do Sul.

Toda dinâmica do encontro, partiu do resgate da memória da vida e militância do Irmão Antônio Cechin, profundamente identificadas com as CEBs, um testemunho concreto e apaixonado de uma Igreja em Saída, que não tem medo de sair ao encontro das periferias mais feridas da nossa realidade, reassumido e traduzido pelos presentes na Nota às Comunidades de Base do nosso estado.

Inclusive, o encontro encerrou-se com uma procissão pelas ruas da Vila Santo Operário, cuja história, desde a sua ocupação, organização da Associação de Moradores, Grupos de Mulheres, Comunidades Eclesiais de Base, se fundem com o Irmão Antônio.

A procissão terminou no Centro Comunitário Santo Dias da Silva, ponto nucleador da Vila, onde também tem uma gruta de Nossa Mãe Aparecida, sempre muito visitada e onde, neste cinco de novembro, foi inaugurada uma estátua de Sepé Tiarajú, venerado como Santo pelas Comunidades.

Foi um momento marcante de testemunhos, memórias e celebração do compromisso para seguir rumo à Terra Sem Males, tão importante nesta Hora Histórica de tantos retrocessos em relação à Democracia e de golpes contra os Direitos. Participaram também Dom José Mário, bispo emérito de Rio Grande e referencial das CEBs do Regional e Dom Donizeti, bispo auxiliar de Porto Alegre.

Canoas / RS, 05 de novembro de 2017.

SEMINÁRIO ESTADUAL DAS CEBs

CEBs e os Desafios do Mundo Urbano

NOTA PÚBLICA*

Eu vi e ouvi o clamor do meu povo e desci para libertá-lo (Ex 3,7)

As delegadas e os delegados das CEBs ao 14º Intereclesial, que acontecerá em Londrina, 23 a 27 de janeiro de 2018, nos reunimos na Comunidade Nossa Senhora Perpétuo Socorro, Rede de Comunidades Sagrado Coração de Jesus, Vila Santo Operário, Canoas – RS, em 4 e 5 de novembro de 2017, no Seminário Estadual das CEBs. Inspirados pelo Espírito de Deus, que “vê e ouve o clamor do seu povo e desce para libertá-lo e em comunhão com todas as Comunidades de Base do Rio Grande do Sul, celebramos e refletimos o processo de conversão pastoral em vista de uma Igreja em Saída, Povo de Deus profético e misericordioso a serviço da vida, como afirmam as Linhas de Ação do Regional Sul 3, para discernir os sinais dos tempos e os desafios que o Mundo Urbano nos faz.

Tornamos pública a nossa denúncia do desmonte do Estado Brasileiro com aparência de democracia e legitimado pela maioria dos ministros do STF e com a conivência da maioria dos meios de comunicação, em especial, a rede Globo.

Sabemos que todas as conquistas alcançadas a duras penas na defesa dos direitos sociais e políticos a partir da Constituição de 1988, vêm sendo sistematicamente desmontadas em favor de quem detém o capital e em detrimento da grande maioria do povo brasileiro. Vemos isso acontecendo com várias políticas sociais, tais como o congelamento dos investimentos em saúde e educação por vinte anos, o desmonte dos direitos trabalhistas e da Seguridade Social, o desmanche das políticas sociais, culturais, de gênero, dos povos originários, entre outros direitos. Além disso, estão sendo vendidas as riquezas do subsolo brasileiro, as terras de nosso povo e o patrimônio público, tendo em vista o Estado mínimo a serviço dos interesses do mercado.

Denunciamos também o uso fundamentalista da Bíblia e do nome de Deus para legitimar retrocessos nos direitos à diversidade de gênero e étnica. Reafirmamos nosso compromisso com o Estado laico a serviço da cidadania de todo o povo brasileiro.

Não é este o projeto de Jesus de Nazaré, mas a Justiça, a Igualdade e vida plena para todos e todas. Por Ele reafirmamos o compromisso pessoal e comunitário de doar as nossas vidas, “sem medo de sermos uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas” (Papa Francisco), como o fizeram o Irmão Antônio Cechin e tantas e tantos que, como Maria, nossa Mãe e Companheira, procuraram em tudo orientar suas vidas pelo mesmo Espírito de Jesus.

Fiéis à nossa vocação, seguiremos na luta profética para que o direito brote como fonte e a justiça como um riacho que não seca (Amós 5,24).

Vila Santo Operário, Canoas-RS, 05 de novembro de 2017.

Delegadas e Delegados das CEBs do Regional Sul 3

Obs.: A nota acima comunga com a leitura da realidade feita pelo CEBI em sua XXI assembleia nacional, incorporando-a na mesma.

Por Waldir Bhon Gass

Fotos Neidi Paula e Samuel Osmari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *