Festa da Epifania do Senhor – Por Reginaldo Veloso

 

E houve uma ida e uma volta:

Para ir, e chegar até o Menino-Deus, precisou,

primeiro, observar os “sinais dos tempos” e caminhar no rumo da Estrela.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e noite
Fotos: Padre Lopes – CE

Da cidade de Recife, umas das metrópoles do Nordeste brasileiro, lá no alto de Olinda, vem para contribuir na reflexão desse tempo litúrgico festivo, um texto e um roteiro celebrativo para as CEBs do Brasil. Reginaldo Veloso, presbítero leigo das CEBs, promove semanalmente  conteúdos exclusivo para a animação litúrgica das Comunidades Eclesiais de Base.

Mateus 2,1-12

Esta festa, celebrada tradicionalmente no dia 06 de janeiro, é o desfecho radiante do ciclo de Natal: a manifestação do Filho de Deus às nações do mundo inteiro, na pessoa dos Magos vindos do Oriente… Eles vêm do lado do mundo onde o sol nasce, em busca do Sol da Justiça, que havia raiado no escuro da noite da gruta de Belém.

E houve uma ida e uma volta:

Para ir, e chegar até o Menino-Deus, precisou, primeiro, observar os “sinais dos tempos” e caminhar no rumo da Estrela.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, atividades ao ar livre
Fotos: Padre Lopes – CE

E já no final da viagem, de onde menos se esperava, não faltou quem quisesse aproveitar-se deles para planos bem diversos e perversos: como predissera Simeão, aquele Menino-Rei, desde cedo, haveria ser “sinal de contradição”.

E o encontro com o Menino foi um momento de expansão dos corações e da oferta do que traziam de melhor para Aquele que chegava como promessa de Vida, e Vida em abundância!

Voltando a seus mundos e suas gentes, agora, era a vez de eles mesmos cumprirem o papel da Estrela, anunciando e testemunhando um Reino e um Rei diferentes, que haveriam de acontecer no meio dos simples e dos pobres.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e barba
Fotos: Padre Lopes – CE

É a partir dos empobrecidos, que Deus quer que mudemos nossos conceitos e atitudes, invertamos nossas prioridades, e inauguremos uma nova realidade pessoal e social: um Ser Humano Novo, um Mundo Novo, que tenha a cara da Terra Prometida, onde mana para todos e todas o leite da justiça e o mel da paz.

“Vós sois a luz do mundo!”, eis aí um bom programa para um ano que começa.

Como cristãos e cristãs, cidadãos e cidadãs do céu, já nesta terra, o que nos cabe como tarefa prioritária, ao longo deste ano de 2018?… Estamos atentos aos “sinais” dos tempos e de Deus?… Por onde e para onde queremos caminhar?…

ROTEIRO CELEBRATIVO

(1)Abertura: EIS O SENHOR, NOSSO REI!              

     Sl 72 + Ml 3,1; 1Cr 19,12 + Mt 2,1-12

      (Missa Afro – R. Veloso, ODC Part.I, p.82s)

/:eis o senhor, nosso rei,

Ele chegou com poder! :/

/em suas mãos, eis o reino,

a glória, o poder: o amor pra valer!:/

olê – olê – olá

uma estrela no céu a brilhar!

olê – olê – olá

eis os magos que vêm adorar!

olê – olê – olá

seus presentes vão eles brindar!

olê – olê – olá

ouro, incenso e mirra ofertar!

1.Dá, ó Deus, o poder de julgar

E teu filho a justiça fará!

– Dá, ó Deus, o poder de julgar

E teu filho a justiça fará!

Com justiça ele vai governar

O direito dos pobres salvar!

– Com justiça ele vai governar

O direito dos pobres salvar!

Que os montes nos tragam a paz,

Pois na terra justiça se faz!…

Que o Rei nossos pobres defenda!

– Que o Rei nossos pobres defenda!

Salve os filhos do povo que pena!

– Salve os filhos do povo que pena!

E quem nos oprime – ô –

passe na moenda!

– E quem nos oprime – ô –

passe na moenda!

Como o sol ele dure pra sempre – ô –

como a lua, eternamente!

– Como o sol ele dure pra sempre – ô –

 como a lua, eternamente!

2.Como a chuva ele baixe na erva,

Qual garoa ele molhe essa terra!

– Como a chuva ele baixe na erva,

Qual garoa ele molhe essa terra!

No seu tempo a justiça floresça

E a Paz entre nós permaneça!

No seu tempo a justiça floresça

E a Paz entre nós permaneça!

Que ele reine por sobre esses mares,

Da Amazônia aos mais longes lugares!…

Seus rivais diante dele se abaixem,

Reis de longe a trazer-lhe homenagem!

Seus rivais diante dele se abaixem,

Reis de longe a trazer-lhe homenagem!

Todos se ajoelhem – ô –

as nações lhe agradem!

– Todos se ajoelhem – ô –

as nações lhe agradem!

Pois o escravo a clamar libertou – ô –

quem não tinha um protetor!

– Pois o escravo a clamar libertou – ô –

quem não tinha um protetor!

3.Ele tem compaixão do indigente,

Ele salva o nativo que geme!

– Ele tem compaixão do indigente,

Ele salva o nativo que geme!

Da astúcia violenta ele os salva

Pois a vida do povo lhe é cara!

– Da astúcia violenta ele os salva

Pois a vida do povo lhe é cara!

Viva o Cristo e bendigam seu nome

E haja muita fartura nos montes!…

Que seu nome pra sempre se firme!

– Que seu nome pra sempre se firme!

Feito o sol, sua fama rebrilhe!

– Feito o sol, sua fama rebrilhe!

Seja uma bênção – ô – pros demais países!

– Seja uma bênção – ô – pros demais países!

Ao Amor, nosso Deus nosso, se bendiga – ô – ele só faz maravilhas!

Ao Amor, nosso Deus, se bendiga – ô –

ele só faz maravilhas!

Bendigamos seu nome a toda hora – ô –

cheia a terra de sua glória!

Bendigamos seu nome a toda hora – ô –

cheia a terra de sua glória!

 (2) Salmo de resposta: ISAIAS 60,6.1-2

 (mel: Sl 133 “Oi que prazer”– ODC Part. I, p.177)

/:uma multidão de camelos   (solista – Ass.)

de longe a ti  já chegou:/

/:Trazendo ricos presentes,

 Louvando o Eterno Amor!:/

 

/:jerusalém, te levanta

e deixa-te iluminar!:/

/:a tua luz já chegou,

o eterno amor a brilhar!:/

 

/:a escuridão cobre aterra

no escuro os povos estão!:/

/:mas sobre ti brilha o amor

e a glória do seu clarão!:/

(3) Aclamação: ALELUIA! + Mt 2,2

     (Aleluia! Eis que um santo dia resplende)

ALEUIA! ALELUIÁ! ALELUIA! ALELUIÁ!

Sua estrela brilhou no Oriente,

Nós a vimos a brilhar!

ALEUIA! ALELUIÁ! ALELUIA! ALELUIÁ!

E chegamos com nossos presentes

Ao Senhor para adorar!

ALEUIA! ALELUIÁ! ALELUIA! ALELUIÁ!

(4) Ofertório: VIMOS SUA ESTRELA

                             (Hin I p. 89)

/:vimos sua estrela no oriente

e viemos adorar  o rei da gente!:/

1.Onde foi que nasceu

O Rei dos judeus?…

2.Em Belém da Judeia

Conforme diz Miqueias!

3.No lugar da estrebaria

Se deteve a Estrela Guia!

4.Encontraram com alegria

O Menino com Maria!

5.E abrindo seus tesouros,

Dão incenso, mirra e ouro!

6.Glória ao Pai e ao Menino

E ao Espírito Divino!

(5) Comunhão: OH! VINDE, ADOREMOS!

Versão R. Veloso (mel.: “Cristãos, vide todos”

                        Hin I p.65)

1.Oh! Vinde, andemos,

vamos a Belém,

Nasceu um Menino

para o nosso bem!

Tocam os sinos,

Anjos a cantar também:

oh! vinde, adoremos!

oh! vinde, adoremos!

oh! vinde, adoremos o salvador!

2.Oh! Vinde, saudemos

Cristo nosso irmão!

Nasceu pequenino,

deu-nos a lição:

Vinde aprendamos

a compartilhar o pão!

3.Oh! Vinde, cantemos,

Anjos e Pastores,

Humildes e sábios,

bons e pecadores,

Todos iguais,

encontramos nele a Paz!

 4.Oh! Vinde, lutemos,

finde a exclusão,

Salvemos com Cristo

pela união!

Cresça o amor,

cesse o sofrimento, a dor!

____________________________________

 

EPIFANIA! Vale a pena começar um novo ano ao esplendor de tanta luz, sobretudo se cada um, cada uma de nós, se nossas comunidades cristãs se capacitam a fazer de suas vidas outros tantos pontos de irradiação de um Reino que começa aqui e agora.

Um ano de luz e de luta, para que a Luz vença as trevas!

Reginaldo Veloso – Recife / Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *