Rumo ao 35° Encontro Diocesano de CEBs. Passos MG.

1. Hoje, as Comunidades Eclesiais de Base são entendidas como o jeito normal de toda a Igreja ser. Desde Medellín, entendemos que a Igreja de Jesus tem de ser uma Igreja em pobreza, sem poder, missionária e pascal, a serviço da libertação dos pobres, esquecidos, desesperançados, desconsiderados, sinal luminoso do Reino, no testemunho de Jesus.

2. Num mundo de explorados e exploradores, oprimidos e opressores, nossa tranquilidade omissa tem de ser sacudida. Sabemos que a neutralidade é impossível. Fazemos política ou por comissão ou por omissão. Nossa militância política/social corresponde à opção evangélica pelos pobres e ao compromisso assumido pelas causas dos direitos humanos, da terra, das mulheres, da liberdade, causas que são a grande Causa do Reino?

3. A proposta destes nossos encontros surgiu com a necessidade de uma melhor preparação dos que irão representar suas comunidades no Encontro Diocesano das CEBs, que neste ano de 2018, acontecerá em Machado, com o seguinte tema: PODRES PODERES: na política e na Igreja.

4. O poder e o dinheiro governam a grande farsa que vivemos tanto na política quanto na Igreja (quando reproduzimos a lógica do Mercado, do Capital, do acúmulo e da opção por uma estrutura monárquica, absolutista). O momento exige que assumamos a nossa missão de profetas e profetisas do Reino: anunciar a Boa Notícia e denunciar a Má e tudo o que contraria o projeto de Deus.

5. Dia 11 de março, das 7h30 às 15h, no Centro de Catequese dos Santos Reis (Canjeranus), teremos o lançamento do nosso texto-base e da nossa cartilha. O Pe. José Luiz Gonzaga do Prado, biblista e assessor das CEBs, nos ajudará com uma análise de conjuntura política e eclesial. Durante a semana, a articulação setorial é quem irá encaminhar as discussões.

Por Denis Wilson CEBs Leste I

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *