I INTERECLESIAL DAS COMUNIDADES ECLESIAIS DE BASE DO SUL DO AMAZONAS

“Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-los” (Ex. 3,7)

 

Entre os dias 08 a 10 de junho acontece na cidade de Humaitá-AM, o I Intereclesial das CEBs do Sul do Amazonas, com o tema: CEBs e o Povo de Deus e o Lema: Um olhar sobre a Amazônia; a Articulação das Comunidades Eclesiais de Base da Diocese de Humaitá e da Prelazia de Lábrea esperam contar com a participação de 150 pessoas, cujo objetivo é uma maior e melhor articulação das comunidades das duas Igrejas que estão no Amazonas e pertencem ao Regional Noroeste da CNBB. A partilha de experiências durante os encontros é um dos traços marcantes. Os relatos da caminhada das comunidades ribeirinhas, das cidades e das linhas com seus desafios, sofrimentos, lutas e conquistas, uma vez socializados, mostram a unidade até mesmo nos problemas e que apontam para questões teóricas e práticas, enfim é o nosso jeito amazônico de ser Igreja.

Para organizar o I Intereclesial foi necessário superar vários desafios, que foram muitos. Ainda assim, esperamos com o encontro somar forças e avançar para águas mais profundas. O êxito desta atividade dependerá de estudo e reflexão sobre a realidade atual das nossas comunidades, aprofundando a identidade das CEBs a partir dos Documentos da Igreja e da Palavra de Deus; A assessoria do Encontro é da Articulação das CEBs no Regional Noroeste: Dra. Lilian Maria Moser (Assessora das CEBs Regional); Neurimar Pereira (Articuladora das CEBs Regional) e Álvaro Pereira (Assessor da Pastoral da Juventude Regional).

As CEBs têm suas raízes nas comunidades formadas pelos Primeiros Cristãos. Deles se dizia: “Eles eram um só coração e uma só alma” (At. 4,32). Formavam comunidades, sobretudo de pobres ao redor da Palavra de Deus, partilhavam o que tinham e testemunhavam a fé até as últimas consequências. “Eram perseverantes em ouvir os ensinamentos dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir do pão e nas orações” (At. 2,42). O Documento de Aparecida nos convida a reafirmar a novidade do EVANGELHO criando condições favoráveis em nossas comunidades para o encontro com a pessoa de Jesus, despertando as para o discipulado e para a missionaridade. A missão é a essência da Igreja, o chão das nossas comunidades, o caminho inevitável que todo cristão consciente de sua própria vocação, abraça com disposição e ardor.

Texto: Equipe de Articulação das CEBs do Sul do Amazonas e Neurimar Pereira

Arte: Antônio da Encarnação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *