Somos Comunidades Eclesiais de Base – CEBs, somos Igreja. Dom Geovane Pereira de Melo

As CEBs trazem “um novo ardor evangelizador e uma capacidade de diálogo com o mundo que renovam a Igreja” (EG 29)

Das terras vermelhas de Londrina, sul do país, o trem das CEBs toma o rumo do Centro Oeste, cidade Rondonópolis no Mato Grosso. Maior cidade do interior do estado, terra dos índios Bororos, de Rosa Bororo, de belezas naturais, fronteira agrícola, entroncamentos das rodovias BR 163 e BR 364 que ligam as regiões norte e sul do pais o Brasil, Rondonópolis com as demais Igrejas do Mato Grosso, dá às boas vindas às CEBs do Brasil.

Nossos corações viveram a emoção e a alegria da realização do 14º Intereclesial das CEBs. 3.300 delegadas e delegados, reunidos em nome do Deus Libertador que vê, ouve os clamores do seu povo e desce para liberta-lo (Ex 3,7), celebraram no 14º Intereclesial das CEBs o seu ser Igreja Povo de Deus, misericordiosa, profética e missionaria. Igreja que testemunha a fraternidade, a partilha, a solidariedade, seu compromisso de ser instrumento de evangelização na cidade e no campo e de promoção da pessoa humana.

O 14º Intereclesial das CEBs, foi construído e conduzido pela Ampliada Nacional das CEBs, pela Arquidiocese de Londrina através do secretariado e por uma rede de CEBs espalhadas pelo Brasil que fizeram o encontro acontecer nas bases através dos encontros de rua, círculos bíblicos, grupos de reflexão, encontros paroquiais, diocesanos, regionais e de grandes regiões. Quem teve a graça de estar em Londrina nos dias 23 a 27 de janeiro passado, sentiram a cordialidade, a acolhida da Igreja do Paraná e particularmente de Londrina. Deus seja louvado pelo zelo, a dedicação e a alegria de tantas famílias, equipes e voluntários que serviram com alegria!

O 14º Intereclesial das CEBs mostrou a vitalidade das CEBs, a espiritualidade vibrante dos momentos de oração e celebração; as reflexões “sérias” e comprometidas de assessores, assessoras e agentes das comunidades, mostrando que as CEBs estão vivas, são Igreja, formada por cristãos leigos e leigas, sujeitos eclesiais, por religiosas, religiosos, presbíteros e bispos comprometidos com o Reino de Justiça e paz, e com a construção de uma nação brasileira, mais justa, fraterna e solidária.  Com o Papa Francisco, temos a convicção que as CEBs trazem “um novo ardor evangelizador e uma capacidade de diálogo com o mundo que renovam a Igreja” (Exortação Apostolica Evangelii Gaudium, 29).

Com nossos pastores que querem com alegria continuar apoiando, acreditando, avaliando e acompanhando as Comunidades Eclesiais de Base (carta dos bispos no 14º intereclesial das CEBs) queremos com a Ampliada nacional das CEBs que se reunirá em Rondonópolis no mês de julho próximo, dar passos firmes na caminhada de construção do 15º intereclesial das CEBs. Mato Grosso nos aguarda! Povo alegre, hospitaleiro, festivo amante das suas tradições, o Mato Grosso, com seu povo, os seus pastores, animadores das CEBs e particularmente a Igreja de Rondonópolis, acolhem com alegria o 15º intereclesial das CEBs.

O trem das CEBs, com o seu 15º vagão estaciona na Igreja de Rondonópolis; terra de Dom Wunibaldo, Dom Osorio, Dom Juventino, pastores sensíveis e comprometidos com a eclesiologia do Vaticano II. A Igreja de Rondonópolis tem seus fundamentos numa eclesiologia de Igreja Povo de Deus, toda ela ministerial, uma Igreja que se organiza a partir de Comunidades Eclesiais de Base, com uma pastoral orgânica e de conjunto; é uma Igreja comprometida com o protagonismo e a formação dos cristãos leigos, com a transformação social e com a celebração da memória dos mártires da fé, da terra e das águas. Rondonópolis será nos próximos quatro anos a “estação” de parada obrigatória para as CEBs do Brasil. “Lá vem o trem das CEBs, caminhando com seu povo, escuta meu amigo, venha ver o que há de novo”!

Giovane Pereira de Melo

Bispo Diocesano de Tocantinópolis

Referencial das CEBs na CNBB

Essa mensagem é parte da 6ª Edição do Jornal A Caminho. Acesse:

JORNAL A CAMINHO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *