Mensagem do 32º Encontro de CEBs da Sub-Região Pastoral CNBB Campinas

50 Anos de Medellín

Uma igreja Transformadora e em Saída. Sal da Terra, Luz do Mundo e Fermento na Massa.

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me consagrou com a unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres” (Lucas 4,18).

Irmãs e Irmãos da caminhada, na alegria de vivenciarmos o 32º Encontro das CEBs da Sub- Região Pastoral CNBB Campinas, que abrange as dioceses de Amparo, Bragança Paulista, Campinas, Limeira, Piracicaba e São Carlos, renovamos o compromisso de seguir Jesus como uma Igreja que, a exemplo do Bom Pastor, sente compaixão pelos pobres e excluídos.

Nós, representantes das Comunidades Eclesiais de Base, nos reunimos nos dias 04 e 05 de agosto de 2018, na Paróquia Santo Antônio e Nossa Senhora Aparecida, cidade de Itatiba, Diocese de Bragança Paulista. Contamos com as valorosas assessorias de Maria Cecília Domezi e Padre José Marins, para celebrar uma Igreja transformadora e em saída. Uma Igreja que é sal da terra, luz do mundo e fermento na massa, iluminada pelos 50 anos da Conferência Latino-Americana de Medellín.

Faz-se necessário, mais do que nunca, despertar a sensibilidade de se ver os sinais do tempo, sinais estes nos quais as mulheres são as mais pobres dentre os pobres por carregar ainda, nos dias atuais, o fardo pesado do machismo, presente na Igreja, com uma estrutura que se tornou clerical, e na sociedade, que oprime e explora as mulheres.
Medellín, inspirada pelo Concílio Vaticano II, muda a forma eclesial de ser, rompendo com a cristandade medieval. A Igreja volta às suas fontes como comunidade eclesial, comunidade em saída, que vai ao encontro de Jesus Cristo sofredor, encarnado na história, nas inúmeras realidades de exclusão, assumindo a evangélica opção preferencial pelos pobres.

À luz dessa fonte inspiradora, que tem Jesus Cristo como centro, reiteramos que Medellín é a Igreja da América Latina vivendo o Vaticano II na forma Latino-Americana de ser. Baseada no método ver, discernir, agir, avaliar e celebrar, Medellín nos aponta e continua reafirmando, depois de 50 anos de história, que “a comunidade cristã de base é, assim, o primeiro e fundamental núcleo eclesial, que deve em seu próprio nível responsabilizar-se pela riqueza e expansão da fé, como também do culto que é sua expressão. Ela é, pois, célula inicial da estrutura eclesial e foco de evangelização e, atualmente, fator primordial da promoção humana e do desenvolvimento” (Medellín 15, 10).

Apesar das dificuldades da atual conjuntura social e política, que valida cada vez mais a cultura de morte, perseveramos como discípulas e discípulos missionários na construção do Reino, que se realiza na presença de Jesus, que está na Comunidade, na Palavra de Deus, na Eucaristia, na Missão e nos Pobres. Aquilo que nos é dado repartir e multiplicar, e nesse gesto se encerra o milagre da comunhão e do bem comum. Nesse sentido, somos agradecidas e agradecidos às famílias e às comunidades que nos acolheram e tiveram conosco os mesmos sentimentos de Jesus Cristo. Agradecemos, também, ao Padre Tarcísio Spirandio, juntamente com todos e todas da Paróquia Santo Antônio e Nossa Senhora Aparecida, que se puseram ao nosso serviço, com coração grande e nos fizeram sentir a alegria da fraternidade cristã. A todas e todos nosso carinho e gratidão.

Como irmãs e irmãos, que formam uma única comunidade de sujeitos ativos que se libertam, sigamos firmes o projeto de Jesus de Nazaré, motivados pelo exemplo de Dom Pedro Casaldáliga, de “ser o que se é, falar o que se crê, crer no que se prega, viver o que se proclama até as últimas consequências”.

Itatiba, 05 de Agosto de 2018

Fotos: David Jose e Renato Simões

 

Confira a galeria de fotos:

32º Encontro de CEBs da Sub-Região Pastoral CNBB Campinas (9)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *