Artigos

A força dos Pequenos. Teólogos da libertação criam uma nova agenda na  “SINERGIA INTERGERACIONAL”

A força dos Pequenos. Teólogos da libertação criam uma nova agenda na “SINERGIA INTERGERACIONAL”

Articulação Continental, Artigos, Destaque
Ameríndia reuniu em Puebla um grupo representativo de teólogos e teólogas da libertação num encontro intergeracional com o tema “A força dos pequenos”. O principal fruto da reunião foi desenvolver uma agenda para projetar a reflexão teológica latino-americana. Convocada pela Ameríndia, 46 teólogos e teólogas da América Latina e do Caribe que se reuniram na Universidade Ibero-americana de Puebla (México) por três dias (12 a 14 de outubro), com o objetivo de analisar, com um olhar de fé, o momento histórico do continente, “redescobrir as fontes mítico-proféticas e metodológicas da teologia da libertação que podem produzir uma mudança sistémica e uma renovação eclesial a partir da sinergia intergeracional”. A reunião contou com a presença de vários dos mais reconhecidos teó
29° DomTComum, Mt 22,15-22  Os pobres são de Deus, os pequenos são seus prediletos. Ninguém pode abusar deles.

29° DomTComum, Mt 22,15-22 Os pobres são de Deus, os pequenos são seus prediletos. Ninguém pode abusar deles.

Artigos, Destaque, Destaque News
César se impõe pelo poder, que oprime e exclui; Deus não se impõe; faz-se dom,  se faz comunhão.   . José Antonio Pagola   Nas costas de Jesus, os fariseus chegam a um acordo para preparar-lhe uma armadilha decisiva. Eles não vão pessoalmente encontrar-se com Ele. Enviam discípulos acompanhados por uns partidários de Herodes Antipas. Talvez não faltem entre eles alguns poderosos cobradores dos tributos para Roma. A armadilha está bem pensada: “Estamos obrigados a pagar tributo a César ou não?”. Se responde negativamente poderão acusa-lo de rebelião contra Roma. Se legitima o pagamento de tributos ficará desprestigiado ante aqueles pobres camponeses que vivem oprimidos pelos impostos, e aos que Ele ama e defende com todas as suas forças. A resposta de Jesus foi resumida de forma lapid
Reflexões em torno de Comunidades Eclesiais de Base.  Eduardo Hoornaert

Reflexões em torno de Comunidades Eclesiais de Base. Eduardo Hoornaert

- NORDESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
Não é unicamente um ‘facho iluminando a história’, é também, principalmente, um ‘facho iluminando o futuro'. As CEBs renascem. Não morreram e não morrerão enquanto tiver gente que se sinta interpelada por Jesus de Nazaré. Nesses dias caiu-me nas mãos um livro que revisita uma experiência de Comunidades de Base de trinta e sete anos atrás. O interesse do livro não está unicamente na qualidade dessa memória, mas igualmente nas considerações acerca das adaptações necessárias a serem feitas para adequar melhor as CEBs ao contexto que estamos vivendo hoje. Trata-se do livro CEBs, um facho iluminando a história, coordenado por Manoel Beserra Machado e Océlio Teixeira de Souza, publicado pela Imprensa da Universidade Regional do Cariri em Juazeiro do Norte, no ano 2016 (ISBN 978-85-65425-27
A principal força das CEBs: a Fé em Jesus Cristo Libertador

A principal força das CEBs: a Fé em Jesus Cristo Libertador

Artigos, Destaque, Destaque News
As CEBs aceitam os desafios “por acreditarem que Deus envia o Espírito que ilumina e fortalece quem, no seguimento de Jesus, luta pela Justiça e pela Paz” "Toda Comunidade, para ser cristã, deve ser “de base”, ou seja, inserida na vida do povo."Por isso, as CEBs, além de ser “um jeito novo e, ao mesmo tempo, antigo de ser Igreja”, são também - ao menos como Utopia - “o jeito de toda a Igreja ser”, na diversidade de seus carismas e ministérios", escreve em artigo Frei Marcos Sassatelli, frade dominicano, doutor em Filosofia (USP) e em Teologia Moral (Assunção - SP) e professor aposentado de Filosofia (UFG). Eis os artigo. Segundo os Documentos de Medellín - a “Carta Magna” da Igreja na América Latina e Caribe - as Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) são “o primeiro e fundame
08 anos sem Zé Martins! As CEBs do Brasil entoa sua esperança!

08 anos sem Zé Martins! As CEBs do Brasil entoa sua esperança!

- LESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo 14ª Intereclesial, Sem categoria
“Liberdade vem e canta e saúda este novo sol que vem... Mira o céu azul, abraço aberto pra te acolher.” (Música “Liberdade”, de Zé Martins). Há 08 anos as CEBs do Brasil se entristecia com a perda desse grande animador das comunidades: Zé Martins juntava-se aos que morreram acreditando que um mundo novo é possível e  aqui na terra souberam testemunhar essa alegremente essa fé. https://www.youtube.com/watch?v=S6YNxvEIHl8 Frei Gilvander assim escreveu naquela data: “Hoje, 16 de outubro de 2009, quero  recordar um pouco da grandeza espiritual e cultural que Zé Martins legou ao povo cristão. Suas músicas libertadoras cantarão para sempre em meu ser. Estar ao lado de Zé Martins em assessoria de Encontros de CEBs – Comunidades Eclesiais de Base - foi uma bênção que nunca esquecerei. Tive
Diversidade Cristã em Teresina -Vivendo a dignidade de filhos e filhas  de Deus

Diversidade Cristã em Teresina -Vivendo a dignidade de filhos e filhas de Deus

- NORDESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
“A Igreja deve ser sempre a casa aberta do Pai, onde há lugar para todos os que enfrentam fadigas em suas vidas, e não uma alfândega dos sacramentos." O grupo Diversidade Cristã de Teresina é um coletivo para que os irmãos LGBT vivam sua vocação e dignidade de filhos de Deus na Igreja e na sociedade. Somos um grupo de leigas e leigos católicos que procura conciliar a fé cristã e a diversidade sexual através de reuniões mensais e/ou acompanhamento individual para oferecer acolhimento e apoio emocional. Cremos na Boa Nova de Jesus Cristo, que é a participação no Reino de Deus, e somos impelidos a partilhar a experiência do amor de Deus junto a todos os fiéis que, em virtude de sua identidade e/ou orientação sexual, frequentemente são afastados da comunidade eclesial. As ações e palavras
A provocativa encruzilhada- 28° Dom Tempo Comum- Mt 22,1-14

A provocativa encruzilhada- 28° Dom Tempo Comum- Mt 22,1-14

Artigos, Destaque, Destaque News
“Ide às encruzilhadas dos caminhos e convidai para a festa todos os que encontrardes” Adroaldo Palaoro, sacerdote jesuíta Através de suas parábolas Jesus nos revela uma profunda visão contemplativa da vida; e esta Sua visão não o afasta da realidade; pelo contrário, mantém-no sempre em contato com a fragilidade da existência humana: sentou-se à mesa e comeu com os pecadores; misturou-se com os doentes e os impuros; compro-meteu-se solidariamente com os mais pobres, oprimidos e excluídos de seu tempo; revelou sua presença compassiva junto aos mais fracos e sofredores, vítimas de uma estrutura social e religiosa injusta. Jesus destruiu as categorias de puro e impuro, perfeito e imperfeito, justo e pecador... E anunciou um banquete para todos, “maus e bons”. O Deus que Jesus revelou mos
Pedro Casaldáliga, o profeta dos pobres

Pedro Casaldáliga, o profeta dos pobres

- OESTÃO, Artigos, Chamadas, Destaque News
Irmãs e irmãos amados e amadas por Deus: "que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com vocês" (Tessalonicenses 5, 28). Estou escrevendo esta carta para relatar a vocês um sonho que realizei e relatar também a oportunidade que tive em participar, pela primeira vez, do encontro regional das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) do Regional Oeste II da CNBB. ​A cidade de São Félix do Araguaia foi o chão do encontro dos leigos e leigas, líderes das comunidades eclesiais de base da igreja católica do nosso estado do Mato Grosso (MT) que nos recebeu com muito carinho e de braços e casas abertas. Fomos recebidos pela juventude que nos acolheu e nos direcionaram as casas das famílias da cidade. Fiquei na casa do Zezinho e sua filhinha (sua esposa estava em Cuiabá se tratando de um cânc
PRESENÇA PROVOCATIVA DE JESUS. Mt.21,31

PRESENÇA PROVOCATIVA DE JESUS. Mt.21,31

Artigos, Destaque, Destaque News
 “...os cobradores de impostos e as prostitutas entrarão antes de vós no Reino de Deus (Mt. 21,31)                                                                                                                                 A frase acima é uma das mais cortantes, proferida por Jesus aos chefes religiosos. Os cobradores de impostos e as prostitutas constituíam as duas classes de pessoas mais odiadas e que sofriam maior pre-conceito na sociedade religiosa de seu tempo. Com sua presença e ternura Jesus quebra as atitudes preconceituosas que delimitam friamente os espaços e alimentam proibições que impedem a manifestação da vida. Jesus provoca um grande escândalo nos seus ouvintes, sobretudo entre os fariseus, sacerdotes e anciãos do povo, que se consideravam superiores aos outros, per
Parábola dos Trabalhadores da Vinha. A Deus interessa apenas a forma como se acolhe o seu convite.

Parábola dos Trabalhadores da Vinha. A Deus interessa apenas a forma como se acolhe o seu convite.

Artigos, Destaque, Destaque News
Para Deus não há marginalizados, excluídos, indignos, desclassificados…, há homens e mulheres – todos seus filhos, independentemente da cor da pele, da nacionalidade, da classe social – a quem Ele ama, a quem Ele quer oferecer a salvação e a quem Ele convida para trabalhar na sua vinha.  25º DomTempo Comum – Mt 20, 1-16a-Ano A-24-09-17 Certamente, essa parábola serviu para clarear a posição que vocês e Jesus tomaram com relação aos não judeus. Na Bíblia, “a vinha” é uma imagem clássica do povo de Deus e da obra que Deus faz conosco (cf. Isaías 5,1-7 e Salmo 80,9-17). Nessa história, os “operários que trabalharam o dia inteiro na lavoura” significam o povo judeu. Os trabalhadores da última hora são os não judeus, os povos (goyim) da gentilidade. Para nós, que vivemos num país no qual a