Destaque

31ª Romaria da Terra do Paraná. “O Fruto da Justiça Será a Paz” (IS 32,17)

31ª Romaria da Terra do Paraná. “O Fruto da Justiça Será a Paz” (IS 32,17)

- SULÃO, Destaque, Destaque News, Eventos, Rumo ao 15º Intereclesial
“As Romarias da Terra são o Sacramento da caminhada. Elas são o templo do encontro do divino com o humano”. Pe Dirceu Fumagali "COM DIREITO, JUSTIÇA E PAZ, SUPERA-SE A VIOLÊNCIA NO CAMPO." Caros irmãos e Irmãs da Caminhada, A festa nunca termina, para aqueles e aquelas que são propagadores/as da Paz. Vimos através desta fazer contato com você agente de pastoral, comunidades, paróquias, dioceses para anunciar nossa 31ª Romaria da Terra do Paraná. A ser realizada dia 19 de agosto de 2018, em Barbosa Ferraz, Diocese de Campo Mourão. Esse ano sob o contexto das ameaças sistemáticas da violência dos despejos dos acampamentos é que celebraremos o Deus que acampou entre nós e anuncia a todos e todas a Paz na terra aos homens e mulheres por ele amados. Para bem celebrar nosso encontro
Sínodo da Amazônia: tempo para construir uma Igreja com rosto laical e feminino

Sínodo da Amazônia: tempo para construir uma Igreja com rosto laical e feminino

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial, Sem categoria
  I Simpósio de Teologia Amazônica: "O laicato exige coragem e fé na vida para romper o que nos oprime, não somos objetos e sim sujeitos”. Refletir sobre o Sínodo da Amazônia e o Laicato é o propósito do I Simpósio de Teologia Amazônica que está acontecendo no Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia – ITEPES, em Manaus, nos dias 16 e 17 de agosto. A temática corresponde com a realidade eclesial da Igreja do Brasil que em 2018 celebra o Ano do Laicato e na Amazônia participa do processo do Sínodo Pan-Amazônico. O Simpósio faz parte de um planejamento que foi feito no início do ano. Em vista  ao Sínodo e ao trabalho evangelizador na Amazônia, a importância do laicato “tem uma razão histórica, porque a Igreja na Amazônia sempre foi levada a frente pelos leigos e leiga
Medellín: esquecer ou reviver – Uma Análise Pastoral

Medellín: esquecer ou reviver – Uma Análise Pastoral

Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Por Nicolau João Bakker  Introdução Para todos os países da América Latina e do Caribe, o ano de 1968 representou um marco histórico, graças à publicação do Documento de Medellín (DMd). Agora, no cinquentenário desse evento, vale a pena propor-nos a pergunta: esquecer ou reviver? Do ponto de vista pastoral, os avanços obtidos e reconhecidos continuam válidos ou devemos preparar-nos para uma “nova” etapa? De 1968 para cá, para muitíssimos padres, leigos/as e religiosos/as dedicados à vida paroquial ou a pastorais específicas, o documento foi extremamente significativo. Parece que a Igreja latino-americana, neste momento, passa por uma espécie de “crise existencial”: esquecer, de vez, o Documento de Medellín, voltando à tradição, ou revivê-lo de forma renovada. A questã
Na fraqueza da gente, a força do Espírito. Marcelo Barros

Na fraqueza da gente, a força do Espírito. Marcelo Barros

Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
"O problema da pedofilia é uma tragédia humana, presente nas famílias, nas escolas, em meio ao exercício de todas as profissões e também nas Igrejas." Nesses dias, estou em Santiago do Chile para um encontro da Ágora dos Habitantes da Terra. É o primeiro encontro latino-americano a partir do sul e visando uma nova aliança da humanidade. Devo falar hoje nesse encontro sobre “a ética e a espiritualidade desse caminho de uma humanidade nova para o cuidado da casa comum”. Ontem, fui convidado pela Caritas da arquidiocese de Santiago para um encontro. No momento em que eu chegava para o encontro, a polícia invadia as dependências da cúria arquidiocesana atrás de documentos e coisas que esclareçam mais a justiça contra o cardeal de Santiago e outros bispos chilenos, acusados de encobrir padr
Noviças indígenas: “Nossa cultura é muito importante, nós viemos carregando-a para a vida religiosa”.

Noviças indígenas: “Nossa cultura é muito importante, nós viemos carregando-a para a vida religiosa”.

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevista, Rumo ao 15º Intereclesial
Sínodo:  Tempo de "escutar a voz de todos os povos, de modo especial os indígenas...  estamos diante da oportunidade de também evangelizar outras culturas”, pois também temos a espiritualidade que nos faz enxergar a vida, que nos chama ao cuidado da vida..." Na Igreja da Amazônia, aos poucos vão se fazendo presentes as vocações nativas. Isso está ajudando a fazer realidade uma Igreja com rosto amazônico e rosto indígena. Juciele Aguiar Moura, Catiana da Silva Menezes e Rigoberta Mota Duarte são três jovens do povo tukano, noviças da Congregação das Catequistas Franciscanas. Nascidas no Triângulo Tukano, no município de São Gabriel da Cachoeira, na região da Cabeça do Cachorro, Dhuigó, Pirõ Duhio y Ye'pario, pelo nome de benzimento  indígena, vêem na cultura e espiritualidade de seu pov
Confira produções da oficina de comunicação – CEBs Arquidiocese de Cuiabá

Confira produções da oficina de comunicação – CEBs Arquidiocese de Cuiabá

- OESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Uma das formas de compreender a ideia de comunicação popular é colocar a mão na massa. Foi isso que ocorreu na oficina de produção de textos, vídeos e áudios durante o Encontro de Comunicadoras e Comunicadores de CEBs da Arquidiocese de Cuiabá. A formação foi realizada nos dias 11 e 12 de agosto na capela São José Operário, bairro Altos do Coxipó, em Cuiabá, conforme matéria que já publicamos aqui no site das CEBs do Brasil. A oficina foi dividida em cinco partes: levantamento de assuntos relativos ao trabalho de CEBs e à comunicação popular; dicas de como fazer os materiais; produção dos conteúdos; socialização; e observações da assessoria sobre o que ficou legal e o que precisa melhorar. Confira a seguir alguns textos e vídeos produzidos [email protected] participantes do encontro. Estamos
As mulheres e a Igreja. As raízes de uma discriminação.

As mulheres e a Igreja. As raízes de uma discriminação.

Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
  “A exclusão da mulher do sacerdócio não tem um fundamento na Palavra de Deus. A tradição, por sua vez, é facilmente influenciada pela cultura e pelos costumes das várias épocas pelas quais passa. Isso exige a análise e o escrutínio crítico de todos os elementos, para evitar que seja tomado como verdade aquilo que é apenas um preconceito de uma época.” A opinião é do teólogo e padre italiano Vittorio Mencucci, pároco em Scapezzano, na Diocese de Senigalia, na Itália, e autor de Donna sacerdote? Ma con quale Chiesa? [Mulher sacerdote? Mas com qual Igreja?] (Ed. Il Pozzo di Giacobbe). O artigo foi publicado por Rocca, n. 16/17, 15-08-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Fonte:  www.ihu.unisinos.br Eis o texto. Primeira premissa: entrando na igreja, em um piscar de o
CEBs da Arquidiocese de Cuiabá (MT) criam equipe de comunicação popular

CEBs da Arquidiocese de Cuiabá (MT) criam equipe de comunicação popular

- OESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
As CEBs da Arquidiocese de Cuiabá (MT) têm agora uma equipe de comunicação popular, com as primeiras ações definidas. As principais são: manter uma página no Facebook para divulgar as atividades e reflexões das comunidades; e fortalecer contato com movimentos sociais que já possuem histórico de parceria. Essas definições ocorreram ao final do Encontro Arquidiocesano de Comunicação Popular, realizado em Cuiabá, na capela São José Operário, bairro Altos do Coxipó, no sábado (11) e domingo (12). O evento teve o tema “CEBS - Comunidades de Comunicadores/as Populares, onde o Maior Valor é a Dignidade Humana”. A assessoria foi de Ana Paula Carnahiba e Gibran Luis Lachowski, jornalistas e assessores em comunicação do Regional Oeste 2 das CEBs (MT).   Também é importante escre
Comunidade: um jeito de ser e fazer a igreja

Comunidade: um jeito de ser e fazer a igreja

- OESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
No tempo presente, o diálogo se faz urgente, como condição para constituição da identidade da pessoa. Diante do relativismo cultural entre o sujeito e o mundo que o rodeia, é indispensável uma interlocução, tendo em vista que somente na relação com o outro, que o indivíduo poderá descobrir-se a si mesmo, como sujeito protagonista de um mundo melhor, pleno do desejo e prática da justiça e santidade, na perspectiva da constituição de uma identidade coletiva, como resgate da cidadania e vida plena, como referencia a utopia da comunidade solidária. Comunidade onde tem prevalência o espírito da partilha livre e consciente da produção da humanidade, porque ontem, hoje e sempre, “a multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém considerava propriedade particular as coisas que
Vidas que falam: testemunhas da vida que inspiram nossa vida

Vidas que falam: testemunhas da vida que inspiram nossa vida

- NORTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
“Que o testemunho de vocês ajude a aumentar as redes de lutadores/as pelos direitos humanos” Márcia Dias “Vidas que Falam” é um conjunto de histórias de pessoas que lutam ou lutaram pelos direitos humanos, pessoas que impressionam pela gratuidade, testemunhas de vida. As 15 mulheres e os 15 homens que aparecem no livro, apresentado nesta última quinta-feira, 9 de agosto, na Maromba de Manaus, são “pessoas que se doam no silêncio, com os pés e o corpo onde o povo está, onde os pobres estão”, como reconhecia, diante de um auditório lotado, a militante social Márcia Dias, que vê “uma obra que faz ecoar o testemunho de vida e que inspira nossa vida”. O testemunho de vida dessas pessoas, religiosos e não religiosos, nascido no Brasil e no exterior, valoriza a palavra, numa “época em que a