Entrevista

Entrevista com Felício Pontes Jr.:  os povos da Amazônia, o Sínodo e o livro Povos da Floresta. Por Luis Miguel Modino

Entrevista com Felício Pontes Jr.: os povos da Amazônia, o Sínodo e o livro Povos da Floresta. Por Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista
Felício Pontes Jr.: “O Sínodo pode ajudar a sociedade dominante a ter uma visão real dos povos da floresta” "A Rede Eclesial Pan-Amazônica foi uma das melhores, senão a melhor iniciativa dos últimos tempos para a Igreja da Pan-Amazônia" Os povos da Pan-Amazônia sempre têm sido vítimas de estereótipos nascidos da mente de pessoas que nunca tiveram o mínimo contato com eles. São pessoas que têm se empenhado em distorcer e fizer tudo o possível para promover uma visão distorcida, que dificulte o verdadeiro conhecimento de sua vida e cultura. Defender esses povos tem sido desde há vários anos um dos propósitos de Felício Pontes Jr., Procurador Regional da República. Nascido em Belém, uma das grandes cidades da Amazônia brasileira, assumiu essa causa a partir de sua própria h
Desafios no Mundo Urbano – Harvey: as cidades e a alienação universal

Desafios no Mundo Urbano – Harvey: as cidades e a alienação universal

- SULÃO, Destaque, Destaque News, Entrevista
David Harvey projeta luz para o necessário discernimento sobre os Desafios do Mundo Urbano, em especial, como espaço de ensaio de uma cidade humana e humanizadora. Cidades que são, em grande medida, espelho das desigualdades sociais deste sistema capitalista perverso e pervertedor e que reclamam o nosso testemunho evangélico, profético e carregado de misericórdia, “sal da terra e luz do mundo” (Mt 5,13-14), como parceiras/os do Deus da vida, que vê e conhece os sofrimentos dos do seu povo e desce para ser presença em suas lutas por seus direitos (cf. Ex 3,7). Em Francisco, nosso Papa, Deus visita seu povo e vem morar com ele em nossas cidades, encorajando os Movimentos Populares, como o fez no encontro na Bolívia: “Queremos uma mudança, uma mudança real, uma mudança de estrut
Formação em São Felix do Araguaia- 500 anos de reforma.  Pastora Romi Bencke

Formação em São Felix do Araguaia- 500 anos de reforma. Pastora Romi Bencke

- OESTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista
"ser ecumênico, em primeiro lugar, a gente precisa pensar e parar de pensar que nós somos donos da única verdade. Nós não somos donos da única verdade. Nós precisamos superar o exclusivismo de achar que nós somos melhores do que os outros" Nas Comemorações dos 500 anos da Reforma Protestante, pastora assessora uma Formação de Lideranças católicas em são Félix do Araguaia. Entrevista Exclusiva ao correspondente Luis Claudio da Silva  Entrevista realizada em são Félix do Araguaia, à beira do Rio Araguaia, com a pastora Romi Márcia Bencke, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, gaúcha, casada, primeira mulher a assumir a Secretaria Geral do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs (Conic), é teóloga e mestra em Ciencias da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora -
Um novo paradigma para análise de conjuntura. Pedro Ribeiro de Oliveira.

Um novo paradigma para análise de conjuntura. Pedro Ribeiro de Oliveira.

Artigos, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista, Rumo 14ª Intereclesial
Pedro Ribeiro de Oliveira, assessor confirmado para o Intereclesial apresenta brilhante análise de conjuntura publicado no site Fé e Política. Acompanhe Apresentação A percepção da espécie humana como força capaz de impactar significativamente a superfície da Terra e seus processos vitais levou importantes cientistas a propor a hipótese do antropoceno. Embora não haja consenso sobre ela, nem sobre o início dessa era geológica, assumo como ponto de partida que em meados do século 20 a Terra já estava no antropoceno. Isso deveria provocar enorme mudança em nosso método de análise de conjuntura, que até então podia desconsiderar as relações entre a espécie e o ambiente por não afetarem significativamente os processos históricos das sociedades humanas. Tal mudança, porém, ainda não ocorreu
Um padre na Amazônia e o Sínodo: povos indígenas precisam ir a Roma- por Mauro Lopes

Um padre na Amazônia e o Sínodo: povos indígenas precisam ir a Roma- por Mauro Lopes

- NORTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista
Trazemos uma belíssima e provocante entrevista concedida por Luis Miguel Modino a Mauro Lopes,  publicada no blog Caminho pra Casa em 16 de outubro de 2017. Tornar visíveis os preferidos de Deus! Essa é a missão. O padre Luis Miguel Modino (no destaque) e o Rio Negro Luis Miguel Modino é um padre espanhol que deixou seu país para o desafio de ser missionário no Brasil no século 21. Hoje é pároco na diocese de São Gabriel da Cachoeira, uma das maiores do Brasil, com 293 mil quilômetros quadrados. É o coração da Amazônia, no Estado do Amazonas. Na diocese mais de 90% são indígenas; são 23 povos indígenas e 18 línguas, sendo  o município de São Gabriel da Cachoeira o único a ter quatro línguas reconhecidas como oficiais. Ele é voz mais que autorizada a falar sobre o Sínodo dos Bispos
Desafio é se reconhecer como nova forma de ser igreja-Pedro Ribeiro

Desafio é se reconhecer como nova forma de ser igreja-Pedro Ribeiro

Destaque, Destaque News, Entrevista, Rumo 14ª Intereclesial
O Intereclesial tem dois grandes desafios. O primeiro é interno, fazendo com que a igreja se reconheça como igreja. O segundo, externo, é enfrentar o processo de massificação a que as classes sociais estão submetidas. Afirmação é do sociólogo Pedro Ribeiro, que esteve recentemente em Londrina para participar do Encontro de Asssessores do 14º Intereclesial das Cebs Ele é doutor em Sociologia, professor aposentado da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMG). Ele é Pedro Ribeiro, que integra a Coordenação Nacional do Movimento Fé e Política e assessor Continental das Cebs. Ribeiro esteve em Londrina, recentemente, onde participou de um encontro dos assessores que atuarão nas mini plenárias do 14º Intereclesial das Cebs, de 2
“A Bíblia é o grande instrumento de libertação dos leigos”

“A Bíblia é o grande instrumento de libertação dos leigos”

Destaque, Destaque News, Entrevista
 A Bíblia nas mãos do povo, no Brasil, é o grande gesto de libertação.   Quando se fala de Leitura Popular da Bíblia não se pode prescindir de Francisco Orofino, que, em companhia de Carlos Mesters e da equipe do CEBI (Centro de Estudos Bíblicos), soube encontrar o caminho para que no Brasil a Bíblia tenha chegado às pessoas e seja usada como instrumento diário do trabalho pastoral.  A validade do seu trabalho e de sua metodologia comprova-se no fato de que pouco a pouco seus trabalhos foram sendo traduzidos para as diferentes línguas e que esta forma de aproximar o texto Bíblico da vida das pessoas esteja cada vez mais presente em todos os cantos do mundo. Nesta entrevista, o biblista brasileiro nos mostra a importância de que a Bíblia esteja nas mãos do
Dom José Maria Pires fez sua Páscoa. A trajetória de um bispo do povo.

Dom José Maria Pires fez sua Páscoa. A trajetória de um bispo do povo.

Destaque, Destaque News, Entrevista
  Dom José Maria Pires, 98 anos de Vida, fez sua Páscoa! Com o Povo, fez-se Povo. Sendo mineiro, fez-se nordestino. Sendo arcebispo, fez-se companheiro. Obrigado, Dom José, por mostrar à Igreja o caminho que, como Jesus de Nazaré, devemos trilhar: "Do Centro para a Margem!" Entrevista publicada em no Jornal on line O Povo em 22/06/2015 A trajetória de um bispo do povo Dom José Maria Pires tem histórico de lutas por justiça social. Aos 96 anos, o arcebispo emérito de João Pessoa convida a Igreja a voltar à mensagem do Concílio Vaticano II A mãe tinha sangue africano e cigano. O pai veio de família portuguesa. Na trajetória em defesa dos negros e oprimidos, dom José Maria Pires também ficou conhecido como dom Pelé e dom Zumbi. Aos 96 anos, o arcebispo emérito da Paraíba viaja pe
O sistema capitalista é incompatível com a sobrevivência da vida humana no Planeta.

O sistema capitalista é incompatível com a sobrevivência da vida humana no Planeta.

- NORTÃO, Destaque, Entrevista
 A destruição da Amazônia seria uma perda impressionante dentro do equilíbrio energético e vital. Entrevista com Moema Miranda  Via REVISTA IHU ON-LINE O cuidado da Casa Comum é um dos grandes desafios do século XXI e nessa temática insiste constantemente o Papa Francisco, que com a Laudato Si’ ajudou a despertar uma nova visão de mundo como algo integrado, onde a preservação precisa levar em conta todos os aspectos e incluir as pessoas, especialmente os excluídos. Desse ponto de vista, a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) pretende realizar esse trabalho na região considerada como um dos pulmões do mundo. Uma das assessoras da REPAM-Brasil é Moema Miranda, diretora do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e uma das principais vozes