– NORDESTÃO

Luta, Mística e Resistência.  PJR-Pastoral da Juventude Rural realiza primeiro encontro no sudoeste da Bahia

Luta, Mística e Resistência. PJR-Pastoral da Juventude Rural realiza primeiro encontro no sudoeste da Bahia

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Somos filho da mãe terra e acreditamos no encanto, na reza, na devoção popular que inspira-nos a avançar cantando alegres. A  Pastoral da Juventude Rural PJR promoveu o primeiro encontro regional   da região sudoeste da Bahia, na cidade de Cordeiros, nos dias 29 e 30 de setembro. Alumiados e guiados pela luz do camponês de Nazaré, com a força da mística da nossa juventude camponesa, das comunidades tradicionais onde estão inseridas, cantando sua mística, plantando sua terra, cuidando do espaço sagrado (a mãe terra) os jovens demonstraram seu compromisso com a organização popular e comunitária frente a esses tempos sombrios de perda de direitos. O encontro teve o objetivo de formação, organização da PJR nas comunidades de Cordeiros e região sudoeste, com os grupos de base existente
Profetisas do Primeiro Testamento/Mulheres e Profetismo hoje.

Profetisas do Primeiro Testamento/Mulheres e Profetismo hoje.

- NORDESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
As profetisas de hoje estão saindo do anonimato e rompendo a cadeia da exclusão. Não podem ficar de fora dessa reflexão, as milhares de mulheres que fazem história em nosso continente e no mundo afora, cada uma a seu modo, com sua cultura e expressão, vão rompendo “as algemas”e mostrando a cara e a voz. Profetisas do Primeiro Testamento/Mulheres e Profetisas de Hoje Miriam ( Ex 15,20-21;Mq 6,4; Nm 12) A Bíblia cita inegavelmente a profetisa Miriam como uma das envolvidas no projeto de libertação dos hebreus junto com Aarão e Moisés. O cântico de Miriam é um dos mais antigos escritos da Bíblia, o que denota que desde o começo houve a presença de mulheres na história de Israel acontecida e também na história escrita. Miriam é aquela que puxa o cordão das mulheres, toca tamborim, dança e
Dom Vilsom Basso: “a Igreja tem que estar aberta ao diálogo, a aprender, a poder caminhar com as juventudes”.

Dom Vilsom Basso: “a Igreja tem que estar aberta ao diálogo, a aprender, a poder caminhar com as juventudes”.

- NORDESTÃO, - NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevista
 A gente acredita nesta força renovadora que a juventude é para a Igreja e para a sociedade, a partir de uma experiencia com Jesus Cristo, o homem Deus que transforma suas vidas. Neste mês de outubro acontece em Roma o Sínodo da Juventude. Um dos padres sinodais é Dom Vilsom Basso, bispo de Imperatriz – MA, e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB. Dom Vilsom vê a juventude brasileira “aberta a uma proposta religiosa”, com uma “preocupação com a justiça social, os direitos humanos, as questões de ecologia”, uma juventude que “quer ser acolhida, escutada, quer espaço”. Por isso, o bispo de Imperatriz vê necessário “uma Igreja disposta a escutar o que os jovens tem a dizer, seus clamores, suas críticas”. Como o senh
19ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão do Beato Zé Lourenço

19ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão do Beato Zé Lourenço

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
O bem viver no semiárido se espelha na experiência do povo do Caldeirão: produção orgânica, guarda das sementes crioulas, uso alternativo da água e valorização da agricultura familiar. Aconteceu neste domingo, dia 23 de setembro, a 19ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão do beato Zé Lourenço, ao som do violino, com o tema: "Campones em defesa da vida e dos direitos". A romaria da Santa Cruz faz um resgate histórico da espiritualidade vivida pelo povo do Caldeirão. O Pe. Vileci disse em sua homilia que "a inveja, a rivalidade e a desordem não faziam parte da comunidade do Caldeirão porque a paz reinava neste lugar tendo como fruto a justiça". Oração e trabalho era o lema da comunidade: "ninguém possuía nada e tudo era de todos". Havia engenho de rapadura, casa de farinha e
As pastorais sociais e a opção preferencial pelos pobres. Encontrão das CEBs do Vicariato São João, na cidade de Maiquinique-BA

As pastorais sociais e a opção preferencial pelos pobres. Encontrão das CEBs do Vicariato São João, na cidade de Maiquinique-BA

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Mais um encontrão das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) do vicariato São João, foi realizado neste final de semana, sábado e domingo, 15 e 16. O encontrão aconteceu na cidade de Maiquinique, paróquia Sagrado Coração de Jesus e Santa Maria Madalena e teve como tema geral “As pastorais sociais e a opção preferencial pelos mais pobres”. Tema que teve como objetivo de trabalho as pastorais que nasceram da necessidade de trabalhos com o povo e voltado para os mais necessitados dentro de um contexto social, como a Comissão Pastoral da Terra (CPT), Pastoral do Menor (PM), Pastoral da Sobriedade, Pastoral Carcerária e Pastoral da Criança. O grupo de discussão FÉ E POLÍTICA, trouxe como pauta o momento atual, tendo como pano de fundo os discursos pregados por presidenciáveis incentivando u
Medellín: “O Fortalecimento das Comunidades.” CEBI e CEBs Pacatuba/SE

Medellín: “O Fortalecimento das Comunidades.” CEBI e CEBs Pacatuba/SE

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Nos dias 28 e 29 de julho as CEBs/CEBI de Sergipe (Arquidiocese de Aracaju, Diocese de Propriá e Diocese de Estância) reuniram-se na cidade de Pacatuba, diocese de Propriá, para estudarem o documento de Medellín e seus avanços para a vida das comunidades, com assessoria de Monica Muggler . Medellín abriu as portas para as pequenas comunidades, para uma Igreja presente, uma Igreja como povo de Deus, com uma nova prática pastoral, a opção pelos pobres, a inserção nos meios populares, uma consciência politica voltada para os pobres, os pobres como sujeitos. Hoje, após 50 anos – 2018 – queremos partilhar as riquezas de Medellín e caminhar unidos com o profetismo e a mística do Papa Francisco.  Medellín apelou para a consciência política dos povos como agentes de transformação
Carta do Encontrão Diocesano das CEBs  Rui Barbosa BA.   “Eu vi e ouvi os clamores de meu povo” (EX 3, 7-10. )   

Carta do Encontrão Diocesano das CEBs Rui Barbosa BA.  “Eu vi e ouvi os clamores de meu povo” (EX 3, 7-10. )  

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Mais de 200 delegados e delegadas (cristãos leigos e leigas, vida consagrada e religiosas, bispo e padres), caravanas das redes de comunidades e os indígenas Payayás; advindos das comunidades eclesiais de base da Diocese de Ruy Barbosa, estivemos presentes no Encontrão diocesano, de 24 a 26 de agosto de 2018, na Paróquia de Mairi. Iluminados pela Palavra de Deus e assumindo a missão da Igreja no Brasil, que nos convoca a sermos comunidades discípulas, missionarias, proféticas e misericordiosas, e atendendo ao apelo do Santo Padre, o Papa Francisco para sermos uma Igreja em saída ao encontro das periferias existenciais. Neste encontrão refletimos o tema: Identidade e missão das CEBs na Diocese de Ruy Barbosa, reafirmando a identidade destas como lugar privilegiado de vivência do Evange
Seminário Vidas Ameaçadas: luta e resistência no campo e na cidade

Seminário Vidas Ameaçadas: luta e resistência no campo e na cidade

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Resistir é também avançar, avançar na denúncia dos opressores e reivindicar justiça. O Seminário Vidas Ameaçadas: luta e resistência no campo e na cidade, que teve sua realização adiada em razão da greve dos caminhoneiros,  acontece neste dia 22 de agosto, a partir das 8h, no Auditório da Biblioteca Setorial do CCH, UFMA/Bacanga, em São Luís. O Seminário segue no propósito de reafirmar as histórias de resistência de comunidades ameaçadas no campo e na cidade, e denunciar a perpetuação dessas ameaças a camponeses, pessoas das periferias, quilombolas, indígenas, quebradeiras de coco, enfim, aos atingidos pelo avanço de um cenário de retrocessos e de conservadorismo que procura revisar a História e dela apagar as resistências, além de prosseguir no extermínio, no genocídio, no racismo c
1° ROMARIA do  MARTIRIO DE BENEDITO TONHO. Frecheirinha. Comunidade de Penaduba.

1° ROMARIA do MARTIRIO DE BENEDITO TONHO. Frecheirinha. Comunidade de Penaduba.

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Devemos lutar... lutar até o fim Celebramos o dia do Martírio do BENEDITO TONHO, num formato pela primeira vez de Romaria. Foi lindo, místico, profético e revitalizador para as pastorais sociais da Diocese de Sobral ( CPT, CEBs, PJMP, Círculos bíblicos, Sindicatos e Movimentos sociais), bem como para a Paróquia de Frecheirinha, principalmente para a Comunidade de Penaduba e das diversas paróquias que se fizeram presentes neste dia que ficará marcado na memória da Igreja Povo de Deus. Esta Romaria foi uma grande homenagem a memória do Reinaldo Oliveira, e ao Padre Mesquita para que tão logo se recupere de sua saúde e se junte ao povo de Deus novamente para continuar construindo a nova sociedade rumo ao reino definitivo. Participaram caravanas de diversas paróquias convidadas: Paróquia
CEBs e Cáritas de Iguatu (CE) incentivam instalação de quintais produtivos

CEBs e Cáritas de Iguatu (CE) incentivam instalação de quintais produtivos

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
A gente vive a essência da casa comum é nos pequenos gestos. E muitas vezes, na própria casa. Pensando assim, é que a Coordenação de CEBs da Diocese de Iguatu e a Cáritas Diocesana da mesma cidade, no Ceará, desenvolvem projetos de agricultura familiar em forma de quintais produtivos. Esse tipo de ação leva para a mesa do povo produtos sem agrotóxico, de primeiríssima qualidade, que respeita o meio ambiente. Destacamos como bons exemplos dessa iniciativa a Comunidade Gameleira e a Comunidade Mamoeiro-Cariús, ambas em Iguatu. A primeira celebrou o Dia do Trabalhador e da Trabalhadora Rural, 25 de julho, fazendo quintal produtivo com apoio do pessoal das CEBs e da Cáritas. Neste local o processo está no começo. E no dia 26 houve visita à Comunidade Mamoeiro-Cariús, considera