– NORTÃO

Entrevista com Felício Pontes Jr.:  os povos da Amazônia, o Sínodo e o livro Povos da Floresta. Por Luis Miguel Modino

Entrevista com Felício Pontes Jr.: os povos da Amazônia, o Sínodo e o livro Povos da Floresta. Por Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista
Felício Pontes Jr.: “O Sínodo pode ajudar a sociedade dominante a ter uma visão real dos povos da floresta” "A Rede Eclesial Pan-Amazônica foi uma das melhores, senão a melhor iniciativa dos últimos tempos para a Igreja da Pan-Amazônia" Os povos da Pan-Amazônia sempre têm sido vítimas de estereótipos nascidos da mente de pessoas que nunca tiveram o mínimo contato com eles. São pessoas que têm se empenhado em distorcer e fizer tudo o possível para promover uma visão distorcida, que dificulte o verdadeiro conhecimento de sua vida e cultura. Defender esses povos tem sido desde há vários anos um dos propósitos de Felício Pontes Jr., Procurador Regional da República. Nascido em Belém, uma das grandes cidades da Amazônia brasileira, assumiu essa causa a partir de sua própria h
Povos da Floresta, um livro para encantar e mobilizar o Brasil. Por Osnilda Lima

Povos da Floresta, um livro para encantar e mobilizar o Brasil. Por Osnilda Lima

- NORTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
 “Não se luta a favor daqueles que não se conhece. E a invisibilidade permite que tantas atrocidades sejam cometidas até hoje. Algumas resultaram em genocídio. Outras em etnocídio”- Felicio Pontes A publicação destaca a cultura, a resistência e a esperança das populações tradicionais da Amazônia e o compromisso de conviver, escutar e defender comunidades e pessoas estrategicamente invisibilizadas No último dia 18 de novembro, os participantes do Seminário Geral Laudato Si, realizado em Brasília (DF) e promovido pela Rede Eclesial Panamazônica (REPAM), ouviram, no lançamento da obra Povos da Floresta, diretamente do autor, o Procurador Regional da República, Felício Pontes, da organizadora da publicação, a jornalista Osnilda Lima e do prefaciador, o bispo emérito do Xingu e pres
Advento: tempo de novos olhares-Luis Miguel Modino

Advento: tempo de novos olhares-Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
Como Igreja precisamos um novo olhar para essas periferias, foi nelas que o Verbo se fez Carne e habitou no meio de nós, no meio de gente que não contava, desprezada por uma sociedade e um sistema religioso que em nome de Deus excluía os pobres. Aprender a contemplar a realidade exige um processo de aprendizado, enxergar o Deus encarnado só é possível para quem vai assumindo novos olhares. De fato, foram uns poucos os que descobriram a encarnação de Deus, que sua promessa milenar tinha-se tornado visível. Esse fato mudou, ou deveria ter mudado, o jeito de entender uma divindade que deixa de ser só Pai Celeste e no Filho se faz gente. Essa distancia entre Deus e a humanidade ainda permanece na mente e no coração de muitos, inclusive daqueles que se dizendo cristãos, esquecem do fundamen
Estudar e fazer vida a Laudato Sí para mostrar a Amazônia como lugar de luta, resistência e esperança

Estudar e fazer vida a Laudato Sí para mostrar a Amazônia como lugar de luta, resistência e esperança

- NORDESTÃO, - NORTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
Seminário Geral sobre a Laudato Sí de 17 a 19 de novembro em Brasília A realidade da Amazônia está determinada pelos gritos de seus povos. A Rede Eclesial PanAmazônica (REPAM), nasceu como “um serviço que quer articular o Povo de Deus na Pan Amazonia”, segundo o Cardeal Cláudio Hummes, Presidente da entidade, tendo como objetivo “a evangelização da Pan Amazonia dentro da realidade amazônica socioambiental, cultural daqueles povos”, promovendo uma dinâmica em que partindo da base, junto com o povo, “ninguém sinta-se isolado”. Dom Cláudio Hummes não duvida em afirmar que “se trata de definir juntos o caminho a ser percorrido”, pois a REPAM é “o Povo de Deus articulado”. Nesse sentido, o Sínodo dos Bispos para a Pan Amazonia, convocado recentemente pelo Papa Francisco, vai ajudar à pró
Seminário CEBs da Amazônia, presença evangelizadora nas periferias do mundo e da Igreja. ISER e CNBB- Luis Miguel Modino

Seminário CEBs da Amazônia, presença evangelizadora nas periferias do mundo e da Igreja. ISER e CNBB- Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Artigos, Chamadas, Destaque, Destaque News
“os discípulos do Senhor são chamados a viver como comunidade que seja sal da terra e luz do mundo (cf. Mt 5, 13-16).  Não deixemos que nos roubem a comunidade!”  A evangelização do mundo urbano tem se  tornado um desafio para  a Igreja do Brasil. A própria Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem discutido nos últimos tempos essa problemática, apontada em 2014 pelas comunidades eclesiais de base (CEBs) ao escolher essa temática como elemento de reflexão do 14º Intereclesial das CEBs, que vai acontecer em Londrina, de 23 a 27 de janeiro de 2018. Para preparar esse momento, estão acontecendo encontros ao longo do país, em diferentes níveis, desde pequenas reuniões nas comunidades a encontros onde a representatividade é maior. Neste ano, o ISER Assessoria e a Comissão Episcopal
14zinho Regional Noroeste, convidados a voltar às fontes!

14zinho Regional Noroeste, convidados a voltar às fontes!

- NORTÃO, Destaque, Destaque News
E o TREM das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) partiu para  Ji-Paraná-RO com os delegados e delegadas do 14º Intereclesial para celebrar o “14zinho”, mas antes de sair, apitou bem forte avisando que estava de partida e que todos os  passageiros se preparassem com os seus pertences nas sacolas, e os  pertences mais importantes e que não poderia faltar era a fé, a resistência, a luta, as esperanças  e as experiências nas comunidades eclesiais de base na Amazônia.  O trem partiu no dia 26/10 (quinta-feira), passou pelo Acre e pelo Amazonas e chegou na manhã do dia 27/10 (sexta-feira) nas terras de Rondônia trazendo muita alegria e dinamismo, fez uma pequena parada na estação conhecida como comunidade São Cristóvão em Ariquemes (RO) que foram recepcionados com muito carinho, almoçaram, reza
Diocese de Rio Branco realiza o I Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base em preparação ao seu Centenário

Diocese de Rio Branco realiza o I Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base em preparação ao seu Centenário

- NORTÃO, Destaque, Destaque News
Nesse final de semana (20 a 22) aconteceu o I INTERECLESIAL DAS CEBS DA DIOCESE DE RIO BRANCO com o Tema: “Vida e Missão das CEBs e o Lema: Desafios, Resistências, Lutas e Esperanças das CEBs no mundo urbano e Rural. O encontro faz parte do projeto em preparação ao Centenário da Igreja particular de Rio Branco. Das 180 pessoas presentes estavam representantes leigos e leigas de todas as paróquias de Rio Branco e interior, o Arcebispo emérito Dom Moacyr Grechi, padres, religiosas (os) e diáconos permanentes, pastores evangélicos (membros do Instituto Fé e Politica), docente e discentes da UFAC e representantes do Fórum Social Panamazonico, Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Conselho Indigenista Missionário (CIMI). Por ocasião da Assembleia Regional da CNBB Noroeste, Dom Joaquin Pertinez,
Um padre na Amazônia e o Sínodo: povos indígenas precisam ir a Roma- por Mauro Lopes

Um padre na Amazônia e o Sínodo: povos indígenas precisam ir a Roma- por Mauro Lopes

- NORTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News, Entrevista
Trazemos uma belíssima e provocante entrevista concedida por Luis Miguel Modino a Mauro Lopes,  publicada no blog Caminho pra Casa em 16 de outubro de 2017. Tornar visíveis os preferidos de Deus! Essa é a missão. O padre Luis Miguel Modino (no destaque) e o Rio Negro Luis Miguel Modino é um padre espanhol que deixou seu país para o desafio de ser missionário no Brasil no século 21. Hoje é pároco na diocese de São Gabriel da Cachoeira, uma das maiores do Brasil, com 293 mil quilômetros quadrados. É o coração da Amazônia, no Estado do Amazonas. Na diocese mais de 90% são indígenas; são 23 povos indígenas e 18 línguas, sendo  o município de São Gabriel da Cachoeira o único a ter quatro línguas reconhecidas como oficiais. Ele é voz mais que autorizada a falar sobre o Sínodo dos Bispos
Ser missionário é ajudar a saciar a sede de Deus que as pessoas têm. Luis Miguel Modino

Ser missionário é ajudar a saciar a sede de Deus que as pessoas têm. Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Destaque
  Olá a todos: Comecei o mês missionário visitando novamente as comunidades, desta vez as que vivem as margens do  Rio Negro. Do dia  02 ao 08, passei por cada uma para terminar o fim de semana com uma reunião de catequistas, na qual trabalhamos como celebrar a Palavra e uma introdução à Bíblia. Uma das coisas que me fazem pensar é o pouco que nos esforçamos como Igreja para que as comunidades do interior, espalhadas nas margens dos rios, possam viver a fé. Nossa presença sacerdotal é muito limitada e às vezes se ouve histórias sobre como  realizar o trabalho que elas não entendem e muito menos compartilham. Além disso, posso dizer que dedicamos muito pouco tempo à formação dos catequistas.  Não podemos esquecer que a vida das comunidades depende em grande parte dos catequistas, pois
Delegados do Regional Porto Velho se reúnem para aprofundamento do 14° Intereclesial das CEBs

Delegados do Regional Porto Velho se reúnem para aprofundamento do 14° Intereclesial das CEBs

- NORTÃO, Destaque, Destaque News
 O Regional Porto Velho é parte integrante do Noroeste das CEBs Os delegados e delegadas do Regional Porto Velho que irão para o 14° Intereclesial das CEBs, estiveram neste sábado (30), na Casa de Formação das Irmãs Catequistas Franciscanas aprofundando a temática: CEBS e os Desafios no Mundo Urbano e o lema: “Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo” (Ex 3,7). Aproximadamente 35 pessoas estiveram presentes, em clima de roda de conversa e utilizando da dinâmica do VER, ILUMINAR e AGIR, partilharam as experiências, os desafios e as alegrias da missão no chão de Porto Velho/RO. O jovem Wesley e a irmã Marildes, através de pequenos grupos partilharam os desafios das comunidades na cidade e no meio rural e abordaram temáticas que vão além do texto base e de cunho preoc