Tag: Sínodo da Amazônia

Conrado Dalmonego: “O diálogo com os indígenas nos ajuda a descobrir a essência de nossa fé, encoberta por enfeites e tradições culturais”.

Conrado Dalmonego: “O diálogo com os indígenas nos ajuda a descobrir a essência de nossa fé, encoberta por enfeites e tradições culturais”.

- NORTÃO, Chamadas, Destaque, Destaque News
Nós temos uma mentalidade que muitas vezes é exclusivista, tem que aceitar uma coisa, e para aceitar “a” tem que eliminar, excluir “b”. Eles tendem a juntar as coisas, eu vi isso com os yanomami, uma coisa e a outra. Por que não fazer esse exercício também como Igreja, essas experimentações? Isso que, por um lado, pode ser acusado de sincretismo, relativismo, mas nós não somos donos da verdade. A Missão Catrimani pode ser descrita como, uma missão especial diferente, com características definidas ao longo de mais de cinquenta anos de presença, que é o que realmente define a missão dos Missionários da Consolata com o povo Yanomami. Atualmente, junto com três irmãs da Consolata, na missão vive Corrado Dalmolego, religioso nascido na Itália, que depois de onze anos aprendeu a viver, falar
Pastorais Sociais, uma Igreja que não quer ficar presa na sacristia. 1º Seminário das Pastorais Sociais da Prelazia de Itacoatiara

Pastorais Sociais, uma Igreja que não quer ficar presa na sacristia. 1º Seminário das Pastorais Sociais da Prelazia de Itacoatiara

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
Ninguém pode esquecer que a missão primeira do cristão leigo é na sociedade e que a partir daí, deve ser aprimorada a práxis da incidência política dos agentes das pastorais sociais, usando estratégias que façam isso possível. Fazer realidade uma Igreja que não fica presa na sacristia é um dos grandes desafios que os cristãos enfrentam nos dias de hoje, uma Igreja que o Papa Francisco quer que seja missionária, em saída. Nessa nesse sentido, muito  tem trabalhado o bispo de Prelazia de Itacoatiara, Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira, um pastor com cheiro de ovelha, que no dia 30 de julho completou um ano como bispo desse povo que caminha na beira do Rio Amazonas. Para fazer realidade esse propósito, a Prelazia de Itacoatiara está celebrando o 1º Seminário das Pastorais Sociais, no
Violência no campo em Mato Grosso é institucional, afirma coordenador estadual da CPT

Violência no campo em Mato Grosso é institucional, afirma coordenador estadual da CPT

- OESTÃO, Destaque, Destaque News
Uma das realidades a ser incorporada na construção do Sínodo da Amazônia é o esforço que populações marginalizadas e entidades de apoio desempenham para superar a violência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário no campo em Mato Grosso. Esse sinal foi dado durante o 2º Seminário da Rede Eclesial Pan-amazônica (Repam)-MT, ocorrido nos dias 17 e 18 em Cuiabá, em preparação ao grande evento chamado pelo papa Francisco e marcado para outubro de 2019 em Roma. O objetivo do Sínodo é a busca de uma espiritualidade e uma eclesialidade amazônicas. A intenção leva em conta os países da Pan-Amazônia (Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana Francesa, Guiana Inglesa, Suriname e Brasil). Trata-se de uma área com 7,8 milhões de quilômetros quadrados, 33 milhões de pessoas, i
Repam promove em Mato Grosso seminário sobre Sínodo da Amazônia; CEBs integram equipe de trabalho

Repam promove em Mato Grosso seminário sobre Sínodo da Amazônia; CEBs integram equipe de trabalho

- OESTÃO, Destaque, Destaque News
Foi o pontaté no estado para o evento chamado pelo papa para outubro de 2019 em Roma; no horizonte, a busca por uma espiritualidade e uma eclesialidade amazônicas   "Deus nos fez todos indígenas, pra gente cuidar uns dos outros, das plantas, dos animais, das águas, de todo mundo. Precisamos recuperar esse respeito com a natureza. E precisamos de ajuda pra resgatar os jovens indígenas que sentem o contato com a cidade, e daí vão pras drogas, pro álcool e pra prostituição”. As palavras de Angelton Souza da Silva, da etnia arara, ecoaram durante o 2º Seminário da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam)-MT. Ele foi uma das cerca de 50 lideranças indígenas, pastorais, religiosas, de movimentos sociais e organismos de apoio a minorias que participou do evento ocorrido em Cuiabá entre os dias